11 Outubro 2017 - 16:37

Acusado de homicídio em Penedo é condenado a 15 anos de prisão

Divulgação
Genival da Conceição, que está foragido, foi julgado à revelia na manhã desta quarta (11), no Fórum da Comarca

O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri de Penedo condenou Genival da Conceição a 15 anos de reclusão pela morte de Leila Regina Santos, ocorrida em dezembro de 2008, na zona rural do município. O réu, que se encontra foragido, foi julgado à revelia nesta quarta-feira (11), no Fórum da Comarca.

Os jurados acataram a tese do Ministério Público e condenaram o réu por homicídio qualificado. A pena deverá ser cumprida em regime inicialmente fechado.

“O réu agiu de forma consciente e premeditada, demonstrando um índice elevado de reprovabilidade em sua conduta, tendo se armado intencional e previamente ao encontro da vítima”, afirmou o juiz Antônio Rafael Wanderley Casado da Silva, que conduziu o júri popular.

A intimação do réu deverá ser feita por edital, publicado no Diário da Justiça Eletrônico.

O caso

O crime ocorreu na madrugada de 13 de dezembro de 2008. De acordo com os autos, a vítima estava caminhando pela estrada que dá acesso ao povoado Ponta Mofina, zona rural de Penedo, quando foi atingida por disparos de arma de fogo, vindo a falecer. Os disparos, segundo o Ministério Público, foram efetuados por Genival da Conceição. O motivo do crime seria supostos furtos que a vítima teria praticado na casa do réu.
 

por Ascom - TJ/AL

Comentários comentar agora ❯