15 Julho 2017 - 16:24

Acordo de recuperação fiscal do Rio será homologado em 15 dias, diz Meirelles

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, estimou que dentro de duas semanas, o acordo de recuperação fiscal do Rio de Janeiro será homologado, mas antes o governo do estado precisa apresentar o plano elaborado após a inclusão das contrapartidas exigidas pela área econômica do executivo federal.

“Está na fase final onde esperamos que, dentro de duas semanas, um pouco mais ou um pouco menos, o Rio de Janeiro tenha condição de apresentar formalmente ao Ministério da Fazenda o seu plano de recuperação fiscal, que vai assegurar que as contas sejam fechadas durante o ano de 2017, 2018, 2019 e o início de 2020, ou seja, durante o período de recuperação que são três anos. Se necessário poderá ser prorrogado por mais três anos”, disse, pouco antes de fazer uma palestra sobre Perspectivas Econômicas e Políticas Públicas: Os Desafios para o Brasil, organizada pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas e pela Escola Brasileira de Economia e Finanças, da Fundação Getulio Vargas, na zona sul do Rio.

Meirelles disse que os dois lados vem trabalhando no assunto mesmo com dificuldades que surgem pelo caminho, como a licença do governador Luiz Fernando Pezão, anunciada hoje (14), entre o próximo domingo (16) até o dia 23, por questões de saúde relacionadas ao seu quadro metabólico com descompensação do diabetes e aumento de peso.

“Depende evidentemente do Rio de Janeiro apresentar um plano. Isso não está no nosso comando. Existem fatores fora do controle de todos. Hoje temos a informação de que o governador teve problemas de saúde e vai ficar licenciado, mas assume o vice [Francisco Dornelles] e os secretários continuam trabalhando. O secretário da Fazenda está em reuniões constantes com o Tesouro Nacional. Continuamos trabalhando, intensamente, e no momento em que o Rio de Janeiro apresentar o plano, nós homologamos”, disse.

por Agência Brasil

Comentários comentar agora ❯