13 Julho 2017 - 14:31

Colheita do Programa Barriga Cheia é sucesso em Campo Alegre

Os pequenos produtores rurais de Campo Alegre estão entusiasmados com o início da safra do Programa Barriga Cheia, iniciado nesta quarta-feira (12). A previsão é de uma colheita recorde de 35 mil sacas de feijão de corda.

O programa, em sua terceira edição no município, beneficia 917 famílias de pequenos agricultores familiares, distribuídas em 1.700 tarefas de terra.

As áreas foram cedidas pelas usinas Porto Rico e Simimbu, enquanto o Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri), fez a doação das sementes de feijão de corda.

Para o secretário da Agricultura, Álvaro Vasconcelos, o Programa Barriga Cheia é uma das prioridades do governo Renan Filho e contempla milhares de famílias em Alagoas.

"Campo Alegre foi o primeiro município a ser contemplado com o programa, e a qualidade das sementes doadas pelo Governo vai contribuir para uma excelente safra este ano", afirma Álvaro Vasconcelos.

A prefeita Pauline Pereira reconhece que a parceira com a Secretaria da Agricultura de Alagoas foi fundamental para o sucesso do Barriga Cheia da safra deste ano.

De acordo com o secretário municipal da Agricultura, Leonardo Monteiro, em números, a safra de 2017 vai superar a colheita do ano passado. Segundo ele, foram 16 mil sacas de feijão de corda em 2016, contra as 35 mil sacas deste ano.

José Nilo, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Campo Alegre, afirma que o sucesso da safra deste ano trás benefícios para as famílias, gerando uma renda extra para os pequenos produtores rurais da região.

A colheita do Programa Barriga Cheia de Campo Alegre teve início na Fazenda Santa Justina, com a presença do superintendente da Conab em Alagoas, Elizeu Rêgo.

por Agência Alagoas

Comentários comentar agora ❯