13 Agosto 2018 - 15:30

Empresários apresentarão propostas de sustentabilidade aos presidenciáveis

O Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) endereçará aos candidatos à presidência da República um documento contendo 10 demandas prioritárias do setor empresarial. A “Agenda CEBDS por um País Sustentável” é endossada por CEOs de 60 das maiores empresas em atuação no país, que juntas faturam o equivalente a cerca de 45% do PIB brasileiro. A agenda será entregue em mãos aos presidenciáveis nas próximas semanas e será apresentada publicamente durante o Congresso #Sustentável2018, que o CEBDS realiza no dia 11/09.

As 10 propostas abarcam temas em consonância com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU. Os temas variam de problemas antigos, como desmatamento e saneamento, aos mais recentes, como a ausência de mecanismos de precificação de carbono e de estímulo à produção de energia renovável.

As propostas priorizam ações que aliam sustentabilidade e eficiência, tornando a economia mais competitiva. Para a gestão dos recursos hídricos, por exemplo, há a proposta de uma lei nacional de reúso de água nas indústrias. A entrega documento será feita em parceria com a Coalização Brasil, uma organização multissetorial focada principalmente no enfrentamento das mudanças climáticas.

- É um erro pensar que a sustentabilidade está dissociada dos problemas econômicos e sociais do país. Meio ambiente e responsabilidade civil não são problemas à parte, devem estar integrados nos planos de investimentos das empresas, claro, priorizados nos planos de governo. A falta de saneamento básico, por exemplo, um problema que remonta ao século XIX, está refletida nos atuais índices de mortalidade infantil, que voltaram a crescer no Brasil. Já a dependência de combustíveis fósseis deve ser repensada, para um transição para a economia de baixo carbono. Precisamos diversificar nossa matriz energética para que o país possa crescer e se torne referência global em energia renovável. Temos potencial para isso – afirma Marina Grossi, presidente do CEBDS.

Os últimos detalhes do documento foram discutidos na mais recente reunião do Conselho de Líderes do CEBDS, que reúne CEOs das empresas associadas. O objetivo do grupo é pensar soluções para uma cadeia de negócios sustentável, geradora de tecnologia, emprego e lucro, além de propor políticas públicas aos governos. 

por Assessoria

Comentários comentar agora ❯