27 Outubro 2018 - 08:23

Pacotes misteriosos que apareceram em praias de Alagoas são de derivados de petróleo

IMA/AL
A análise deve durar cerca de oito dias

O Instituto do Meio Ambiente (IMA) já iniciou os trabalhos de análise das caixas que apareceram em praias do litoral nordestino. Em Alagoas, ao todo foram 70 caixas. A análise deve durar cerca de oito dias.

Segundo o Coordenador de Gerenciamento Costeiro do IMA, Ricardo César de Barros, foi descoberto que o material se trata de um derivado de petróleo.

"Num primeiro momento nós fizemos a combustão do material para ver se era sintético, derivado de látex ou animal e constatamos que é material derivado de petróleo".

Após concluída a análise, um relatório será encaminhado aos órgãos competentes para que as medidas necessárias sejam adotadas. "Temos informações que apareceram mais ao longo do litoral. Em Marechal Deodoro apareceram mais três. Tamandaré/PE também contatou comigo, pois constatou a presença. Eles estão aguardando um resultado nosso para ver o que é que é", informou.

Até o momento mais de 70 caixas de "couro" foram encontradas em diversas praias do litoral nordestino. Em Alagoas, o objeto foi localizado inicialmente por pescadores da região de Ipioca na última quarta (24). Depois, o material foi encontrado em diversos pontos do litoral alagoano. Os pacotes pesam mais de 100 quilos e aparentam ser feitos de couro de peixe ou de cobra prensado.

Por meio das redes sociais, o Instituto Biota vem recebendo, desde que a primeira caixa foi localizada, relatos de internautas que avistaram material semelhante em outros estados do Nordeste, como Rio Grande do Norte, Ceará, Paraíba e Pernambuco.

por Redação

Comentários comentar agora ❯

  • Penedense Deve ter caído de algum navio grande em alto mar.

Whoops, looks like something went wrong.