18 Outubro 2019 - 14:56

II nota técnica do GTA sobre situação do óleo nas praias alagoanas saiu neste quinta (17)

Divulgação
Governador durante vistoria das áreas atingidas pelo petróleo

NOTA – Situação do óleo nas praias de Alagoas

- Grupo Técnico de Acompanhamento (GTA)

17/10/2019 – 15h45


- O Grupo Técnico de Acompanhamento (GTA) volta a se reunir no final da tarde dessa quinta-feira (17), na Capitânia dos Portos. Será feita a avaliação das ações que aconteceram durante o dia e as medidas de urgência que deverão ser tomadas para as ações que ocorrerão na sexta-feira (18).

O GTA é formado por representantes dos órgãos estaduais – Instituto do Meio Ambiente (IMA) e Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh); federais – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio); e Marinha – Capitânia dos portos. Contando ainda com o apoio das secretarias de Meio Ambiente dos municípios atingidos, reforço da Defesa Social do Estado e apoio da Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris).

- O governador do Estado, Renan Filho, sobrevoou o litoral norte, no final da manhã da quinta-feira (17), junto com Gustavo Lopes, diretor-presidente do Instituto do Meio Ambiente, e Fernando Pereira, secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos. No município de Japaratinga o governador percorreu parte da área afetada, acompanhado também pelo coronel Moisés Melo, da Defesa Civil do Estado, e pelos representantes da Marinha e das prefeituras locais.

Ainda em Japaratinga, o governador afirmou que por enquanto não há a necessidade de decretar estado de emergência, mas seguirão as ações de monitoramento para a avaliação de quaisquer medidas a serem tomadas: “o Estado identifica que, nesse momento, ainda não precisa fazer decreto de emergência, mas nós estamos observando a chegada, como vai se comportar o oceano e se ainda tem óleo lá, enquanto ainda identificam de onde vem esse óleo”.

- No momento, as situações mais críticas acontecem nos municípios de Japaratinga e Maragogi. Nessa quinta-feira (17), a maioria dos esforços foi concentrada em Japaratinga, com a ação de 50 pessoas contratadas pela prefeitura, 50 reeducandos arregimentados pela Seris, 60 militares da Marinha, 40 pessoas da Semarh. Os trabalhos de remoção do óleo continuam durante a noite quando haverá o próximo período de maré baixa.

Ainda são esperados 100 fuzileiros navais para reforçar o trabalho, além de um navio e mergulhadores da Marinha que ajudarão na avaliação da situação geral na Área de Proteção Ambiental (APA) Costa dos Corais.

- Durante o período da manhã os técnicos do IMA e da Marinha sobrevoaram o litoral sul e a equipe do Ibama sobrevoou o litoral norte.

- Litoral Sul – ações de limpeza, durante o período de maré baixa em Jequiá da Praia, Feliz Deserto, Coruripe. Na Barra de São Miguel houve mutirão para retirada dos fragmentos que estão sendo jogados pelas ondas do mar na areia, é provável que haja a necessidade de uma nova ação na sexta-feira (18).

por Agência Alagoas

Comentários comentar agora ❯