16 Janeiro 2019 - 09:44

Revista científica destaca os impactos das ondas de calor para a saúde

Divulgação
Especialistas já adiantam que as temperaturas serão mais altas esse ano

Não é de hoje que os cientistas têm alertado para os efeitos das mudanças climáticas, e parece que cada vez mais elas começam a afetar a saúde de todos os seres vivos. Segundo relatório publicado em novembro pela revista científica britânica The Lancet, as ondas de calor podem ter consequências graves para a nossa saúde.

Os cientistas destacam problemas como insuficiência cardíaca, lesão renal aguda causada por desidratação e estresse por calor, todos problemas decorrentes do aumento significativo das temperaturas. Os números são alarmantes!

A pesquisa revela que no ano de 2017, 157 milhões de indivíduos ao redor do globo estiveram em situação de vulnerabilidade devido as ondas de calor, um aumento de 18 milhões de pessoas se comparado com o ano anterior.

Se comparados com os dados do período entre 1986 a 2005, estima-se que as pessoas tenham ficado de 1 a 4 dias a mais expostas as ondas de calor entre os anos de 2000 a 2017. Oficialmente, o verão brasileiro se inicia no dia 21 de dezembro e a situação promete se agravar, tendo em vista que algumas regiões do país já sofrem com o calor extremo.

Especialistas já adiantam que as temperaturas serão mais altas esse ano, mais precisamente 0,4° a 0,6° a mais se comparadas com o mesmo período no ano passado, exceto a região Sul e as regiões serranas.

Nesta época do ano existem alguns problemas que podem se agravar devido as altas temperaturas, dentre e eles o estresse por calor, que devido as altas na temperatura pode aumentar a circulação e fazer com que o corpo perca muita água no processo e desidrate, e a proliferação de mosquitos transmissores de doenças.

Por isso, é recomendado manter-se hidratado, não esquecer o protetor solar, evitar ficar muito exposto ao sol nos horários de maior calor e evitar que alguns pontos da sua casa estejam adequados para abrigar mosquitos vetores de doença. Alguns cuidados podem lhe garantir um verão agradável sem prejudicar a sua saúde.

*Com informações do convenio sulamerica 

por Assessoria

Comentários comentar agora ❯

Whoops, looks like something went wrong.