27 Abril 2010 - 11:09

Técnicos do governo federal discutem ampliação do Bolsa Família em Maceió

Roberto Lopes
Reunião foi no auditório da Prefeitura de Maceió

Aumentar de 79 mil para 94 mil a quantidade de famílias beneficiadas pelo programa em Maceió. Esta é a meta principal do Programa Bolsa Família para este ano. E para que este objetivo torne-se realidade estar sendo realizado, até sexta-feira, o Programa de Acompanhamento de Qualidade da Gestão Municipal.

Na prática, uma equipe de técnicos do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome estar em Maceió. Hoje, durante a abertura do evento - realizada no auditório da Prefeitura de Maceió - os representantes do governo federal explicaram que serão traçadas ações de articulação para que novas famílias em condições de vulnerabilidade sejam credenciadas ao programa.

“Iremos buscar insumos, realizar capacitações e tirar dúvidas, enfim, levar para o Ministério a visão de vocês”, declarou ontem, Pedro Eduardo, para os representantes do município e da Caixa Econômica Federal (CEF), que é o órgão responsável para fazer a entrega dos cartões do programa para as famílias beneficiadas.

A partir de hoje, os técnicos realizarão visitas a Educação e a Saúde do município, já que o Programa Bolsa Família trabalha em conjunto com estes órgãos. Ou seja: as famílias só continuam tendo direito ao benefício se ficar comprovado que os menores estão freqüentando a sala de aula e tomando as vacinas regulares.

“Esta integração será muita válida para melhorar a eficiência e a funcionalidade do programa e não haver descompasso entre as partes”, disse o secretário municipal de Governo, Pedro Alves, que também participou da solenidade de abertura.

Atualmente, 79 mil famílias são assistidas pelo Bolsa Família em Maceió. A meta é de que até o final deste ano o número de beneficiados suba para 94 mil. Para ter direito a contribuição de R$ 68,00 fixo mais R$ 22,00, por filho, é necessário comprovar renda per capita de até R$ 140,00.
“Vamos, cada vez mais, melhor a articulação para que a qualidade à assistência cresça”, declarou a coordenadora municipal do Bolsa Família, Taciana Veloso.

 

por Roberto Lopes

Comentários comentar agora ❯