19 Abril 2017 - 16:57

Saúde promove capacitação sobre identificação de deficiências

A Gerência de Atenção à Pessoa com Deficiência (GAPD) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) promoveu nesta terça-feira (18), no auditório da SMS, mais uma fase da capacitação “Identificação das Deficiências”, que tem o objetivo de garantir um atendimento mais qualificado e humanizado para os usuários com necessidades especiais nas unidades de atenção básica. O treinamento foi direcionado para enfermeiros, agentes de saúde, auxiliares e técnicos de enfermagem e foi realizado em parceria com os Centros Especializados em Reabilitação (CERs) da capital.

Segundo Aline Moreira, fisioterapeuta da Adefal, as causas para as deficiências físicas são as mais diversas. “Pode ser por causas hereditárias, genéticas, assistência inadequada a gestantes e crianças recém nascidas, acidentes, velhice, e doenças crônicas. E o profissional da unidade de saúde deve saber reconhecer desde cedo para um melhor acompanhamento do paciente e encaminhamento para a reabilitação. Seja prévio, como no caso de crianças ou posterior, como as pessoas que sofreram algum acidente, por exemplo”, explicou.

A fisioterapeuta da Adefal destaca ainda que para o maior sucesso do tratamento de pacientes que apresentam alguma deficiência deve haver um trabalho integrado entre as unidades básicas de saúde e os CERs. “A atenção básica é a porta de entrada, o primeiro contato que os profissionais de saúde têm com pacientes que apresentam alguma deficiência, então é ideal que já se saiba identificar e encaminhar desde o primeiro momento para os CERs.” destacou Aline Moreira.

Já Vinícius Melo, médico oftalmologista da APAE, falou sobre a identificação de deficiências visuais. “A deficiência visual pode ser cegueira ou baixa visão. Muitas dessas deficiências podem ser corrigidas com uso de lentes ou cirurgias. O que é preciso é um trabalho em rede, para que os pacientes sejam identificados e diagnosticados desde o início junto às unidades básicas de saúde e iniciem sua reabilitação”, afirmou o profissional.

Sobre o objetivo do treinamento, Marilda Costa, gerente do GAPD da SMS, destaca. “Nosso objetivo é assegurar que os profissionais de saúde do município estejam cada vez mais capacitados para o atendimento, especialmente numa área como a deficiência intelectual, que se apresenta com especificidades variadas, que podem causar certa confusão no momento do acolhimento e encaminhamento correto desse paciente”.

A capacitação prestou ainda esclarecimentos sobre deficiência intelectual, visual, física, auditiva e múltipla. Após a explanação teórica, os profissionais participaram de dinâmicas e receberam orientações acerca da identificação das deficiências por fases, finalizando com a apresentação de casos clínicos, para uma melhor visualização de todo o conteúdo apreendido. Profissionais dos I, II, IV e VIII Distritos Sanitários já participaram do treinamento.

por Ascom - SMS

Comentários comentar agora ❯

Whoops, looks like something went wrong.