05 Julho 2022 - 08:55

Saúde promove campanha de prevenção contra as hepatites virais

A Gerência de Prevenção e Controle de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), HIV/Aids e Hepatites Virais da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) dá início, nesta quarta-feira (06), à campanha Julho Amarelo. A ação é alusiva ao Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais, lembrado no dia 28 deste mês. Este ano, o tema é “Julho Amarelo: conscientização para combater hepatites virais B e C”.

Realizada com o objetivo de intensificar as ações de combate às hepatites virais B e C, a campanha é coordenada pela Gerência do município e visa alertar a população sobre a doença e reforçar, junto aos profissionais de saúde, a importância da prevenção e diagnóstico precoce das hepatites virais.

“Como essas hepatites costumam ser silenciosas, na maioria das vezes, é importante a oferta da testagem para que a pessoa diagnosticada tenha acesso ao tratamento de forma oportuna e, dessa forma, evite complicações como cirrose e câncer no fígado”, afirma Géssyca Melo, gerente de Prevenção e Controle de IST, HIV/Aids e HV do município.

Géssyca ressalta ainda que, para as gestantes, a testagem da hepatite B é imprescindível para que medidas possam ser tomadas a fim de evitar a transmissão ao bebê. Ela informa também que a hepatite C tem cura e pode ser tratada na rede SUS. Além disso, a hepatite B tem vacina disponível à população e tratamento com medicações que interrompem a progressão da doença.

A programação – que envolve orientações, palestras nas unidades de saúde do município, testagem e um seminário – terá início, na quarta-feira, com a testagem para HIV, Sífilis e Hepatites Virais na unidade da Sociedade Pestalozzi no Village Campestre II (Rua São Pedro, nº 20). O atendimento começa às 14h.

Na sexta-feira (08), a ação de testagem também será levada, no período da tarde, à Casa de Passagem São Vicente de Paula, para o atendimento de pessoas em situação de vulnerabilidade social abrigadas no local. A casa de passagem está situada na Rua Barão de Jaraguá, nº 176, em Jaraguá.

Profissionais

Para mobilizar os profissionais de saúde da rede municipal de saúde em torno do assunto, a Gerência de IST, HIV/Aids e HV do município irá promover – em parceria com Gerência de Vigilância das Doenças e Agravos Transmissíveis e Não Transmissíveis da SMS, Programa Estadual de IST/Aids/HIV/hepatites (SESAU) e Sociedade Alagoana de Gastroenterologista (SAG) – o Seminário de Hepatites Virais 2022, cujo tema será “Hepatites Virais B e C: quando pensar e como investigar?”.

O evento, que acontece no dia 14 deste mês, a partir das 8h, no auditório do Centro Universitário Tiradentes (UNIT), em Cruz das Almas, é direcionado a médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde que atuam na Atenção Básica de Maceió. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas através do link https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSebnBTz83NR4lIDEaeYGqAsmOo0V8KWBVeGTb-4oL9ad8lvIg/viewform.

A doença

A hepatite é uma inflamação do fígado que pode ser causada por vírus ou pelo uso de alguns medicamentos, álcool e outras drogas, assim como por doenças autoimunes, metabólicas ou genéticas. Nem sempre a doença apresenta sintomas, mas quando aparecem, estes se manifestam na forma de cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

A melhor forma de prevenção são os cuidados para não se expor a situações de risco como relações sexuais sem preservativo, quando for a manicure ou dentista se certificar de que aquele material foi esterilizado em autoclave, verificar se as condições clínicas estão adequadas, entre outros cuidados que podem evitar a infecção por hepatite B e C, uma das mais comuns.

por Secom - Maceió

Comentários comentar agora ❯