01 Março 2017 - 20:29

CadÚnico: Como ter acesso aos programas sociais

O Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) é um instrumento de coleta de dados e informações com o objetivo de identificar as famílias de baixa renda existentes no país. Esses dados são utilizados pelos governos Federal, Estadual e Municipal para implementação de políticas públicas capazes de promover a melhoria da vida das famílias. É através do cadastro que as famílias de baixa renda têm acesso aos programas sociais e benefícios, que vão desde o Programa Bolsa Família à Carteira do Idoso.

Para ter acesso ao CadÚnico, a família precisa ter perfil baixa renda, ou seja, ganhar até meio salário mínimo por pessoa ou ganhar até três salários mínimos de renda mensal total.

Diversos programas e benefícios sociais utilizam o Cadastro Único como base para seleção das famílias. São eles: Programa Bolsa Família; Programa Minha Casa, Minha Vida; Carteira do Idoso; Benefício de Prestação Continuada; ProJovem Adolescente; Tarifa Social de Energia Elétrica; Cartão de Passageiro Especial; e Isenção de Taxas em Concursos Públicos. O CadÚnico permite ainda conta para a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) através do Sisu (Sistema de Seleção Unificada).

“É através do CadÚnico que estas famílias de baixa renda podem ter acesso aos programas sociais. O Bolsa Família é o mais conhecido deles, mas há ainda a Tarifa Social de Energia, o Minha Casa Minha Vida e outros benefícios que a população com este perfil tem direito. No atendimento do CadÚnico, o responsável familiar, além de apresentar a documentação, passa por uma entrevista para que o perfil desta família seja inserido no sistema e ela tenha acesso aos programas”, explicou a coordenadora do CadÚnico em Maceió, Stephanie Cavalcanti.

por Secom - Maceió

Comentários comentar agora ❯