30 Outubro 2017 - 14:10

Sport Club Penedense goleia Agrimaq no Estádio Alfredo Leahy em Penedo

Jorge Pacheco

No último confronto do campeonato Alagoano da 2ª Divisão, o Sport Club Penedense, se despede de sua torcida, impondo a maior goleada num jogo oficial dos últimos 30 anos. A equipe não perdoou a fragilidade da equipe do Agrimaq, e em ritmo de “treino oficializado pela FAF”, como disseram os comentaristas da Rádio Penedo FM, que diga-se de passagem deram um show de cobertura durante todo o certame, não encontrou dificuldades para, logo aos quatro minutos abrir o marcador através do atacante Wesley Souza, que numa tarde iluminada brindou a torcida ribeirinha com mais três gols, tornando-se o único jogador do Sport Club Penedense a marcar quatro gols numa partida de futebol profissional.

O vermelhinho, impunha um rítmo forte, principalmente pelo lado esquerdo, onde Drey, um dos melhores em campo, “deitou e rolou”, juntamente com Jan e o meia Thiago, que faziam triangulações e envolviam a equipe adversaria e a presença constante de Wesley Souza, que infernizava a defensiva do time da região norte do estado. Numa dessas infiltrações, desta feita pelo lado direito, o meia Thiago Carôzo, foi derrubado dentro da área e foi assinalado a penalidade máxima. Marcos Bala, cobrou com maestria e ampliou o placar, fazendo 5 x 0 para os donos da casa somente no primeiro tempo.

Veio o intervalo e o técnico Evanilson Nunes, que cumpria suspensão automática, por sua expulsão no jogo anterior e não estava no banco de reservas, pedia ao seu time que não esmorecesse, pois uma forma de respeitar o adversário era continuar no mesmo rítmo e, que queria que o lateral direito Everton, fosse mais acionado e que se fizessem o mesmo que estava fazendo pelo lado esquerdo. Mais com um placar tão dilatado, é natural que o time tirasse um pouco o “pé do acelerador”, até também por conta do forte calor que imperava na tarde deste domingo.

Por outro lado o Agrimaq tinha a sua “estrela” que caiu nas graças da torcida, assim que soube que o camisa 10 do time adversário era o Prefeito da cidade de Japaratinga, cidade localizada no litoral norte de Alagoas, famosa por suas praias de águas límpidas e inigualável beleza, o Júnior Loureiro (Klever Rego Loureiro Júnior), filho do Desembargador do Tribunal de Justiça deste Estado, Klever Rego Loureiro, todas as vezes que o camisa 10 do Agrimaq tocava na bola a torcida ia ao delírio.

Alheio a tudo isso, “os guerreiros Alvirrubros” tentava a todo custo ampliar ainda mais o marcador e, de tanto tentar o meia Cícero Mateus que entrou no decorrer do segundo tempo, aproveitando grandes jogadas de Drey e de Gustavo marcou duas vezes, já nos minutos finais da partida, estabelecendo o placar final de 7 x 0 a favor do Penedense, que passa a ser líder da competição, com 17 pontos, mais restando ainda uma rodada, na qual o Penedense folga, fica na dependência de tropeços de Dimensão Saúde e Zumbi, que enfrentam na última rodada os fraquíssimos times de Ipanema e Comercial de Viçosa.

A nota triste deste espetáculo, foi a renda que seria dividida entre os jogadores, foi bem abaixo do esperado e rendeu muita confusão envolvendo jogadores, comissão técnica e o Presidente Valdemir, vez que os jogadores e alguns membros da comissão queriam receber os seus devidos pagamentos, sendo inclusive, necessária a intervenção da Policia Militar, para acalmar os ânimos. Apitou o jogo Márcio dos Santos Oliveira, com uma atuação boa, sem intervenção no placar, e foi auxiliado por Tiago Daniel Alves e Genilson dos Santos e tendo como 4º árbitro Wellington Fernandes de Souza.

Penedense: Amauri, Everton, Jefferson Casinha, Wesley Vinicius e Drey; Valdemir, Thiago (Cícero Mateus) e Jan, Willian, Marcos Bala (Gustavo) e Wesley Souza (Emerson). Tec. Evanilson Nunes.

Agrimaq: Ruan, Alexsandro,João, Paulo Ricardo e Valclenio; Ricler Emerson (Caio), Marcelo (Natanael) Rusinaldo, Júnior Loureiro (Luiz Carlos) e Clebson. Téc. Foguete.

por Jorge Pacheco

Comentários comentar agora ❯