11 Setembro 2019 - 10:18

CRB vence o Brasil de Pelotas e quebra jejum no Rei Pelé

Divulgação
O CRB dá um salto na tabela e ganha quatro posições com a vitória


Resumão

Xô, zica! Depois de mais de um mês – ou cinco jogos –, o CRB voltou a vencer em casa pela Série B. E com uma atuação para fazer as pazes com a torcida. Sem sofrer muito, o Galo marcou duas vezes no primeiro tempo e outra no segundo para superar o Brasil de Pelotas por 3 a 1 na noite desta terça-feira, pela 22ª rodada.

Olho na tabela

O CRB dá um salto na tabela e ganha quatro posições com a vitória. Fica na quinta colocação, com 33 pontos, um a menos do G-4. Mas deve perder postos até o fim da rodada. Já o Brasil se mantém em 11º, com 28. Porém, também pode ser ultrapassado, por América-MG e Londrina.

Agenda
O time alagoano só volta a campo no dia 21, um sábado, quando visita o Coritiba no Couto Pereira, às 19h. Os gaúchos duelam em casa contra o Figueirense no dia 19, uma quinta, às 21h30.

Primeiro tempo

O CRB encontrou o caminho da vitória pelo alto. Aos 18 minutos, Alisson Farias cruzou da esquerda e Felipe Ferreira fugiu da marcação para tocar ao gol do Brasil. Aos 34, foi a vez de Felipe Ferreira servir Lucas Siqueira, só que do lado direito. O volante cabeceou no canto direito de Carlos Eduardo. E o time da casa poderia ter ido para o intervalo com o placar ainda mais elástico.

Segundo tempo

O Brasil voltou decidido a correr atrás do prejuízo e pressionou até marcar o seu gol, aos 22. Ednei bateu escanteio, a bola atravessou a área e caiu no pé de Maicon Assis, que mandou no cantinho de Vinicius. Mas sequer houve tempo para acreditar em uma recuperação. Dois minutos depois, Alisson Farias fez valer a “lei do ex” e marcou um golaço. Lucas ainda foi expulso aos 41, mas nada que abalasse o retorno das vitórias do CRB ao Rei Pelé.

48 dias depois…

O CRB enfim fez as pazes com a torcida. Foram exatos 48 dias que o regatiano ficou sem vencer no Rei Pelé. A vitória anterior ocorreu em 23 de julho, sobre o Criciúma, na 11ª rodada. Cinco jogos depois como mandante, os três pontos vieram de forma tranquila, com gols de Felipe Ferreira e Lucas Siqueira, no primeiro tempo, e Alisson Farias, no segundo.

Central do Apito

O comentarista de arbitragem do Grupo Globo Sálvio Espínola discordou do árbitro Elmo Alves Resende Cunha em dois lances da partida. Primeiro, viu pênalti de Ednei em Alisson Farias, do CRB, que não foi marcado por Resende. Também afirmou que o juiz deveria ter apontado falta de Daniel Borges, do CRB, na origem da jogada que resultou no segundo gol regatiano.

por Globo Esporte

Comentários comentar agora ❯