11 Junho 2010 - 20:42

Clássico Uruguai x França também termina empatado

Getty Images
Jogo entre franceses e uruguaios decepcionou

A outra partida do grupo A da Copa do Mundo, também terminou empatada. Jogando na Cidade do Cabo, Uruguai e França não conseguiram sair do 0 x 0, num jogo de muita pobreza técnica.

A partida para os uruguaios, além de uma boa estreia no Mundial, serviria também para apagar a má impressão deixada nas Eliminatórias. O tme sulamericanoi foi o último selecionado a carimbar seu passaporte para a Copa da África, depois de uma sofrida repescagem contra a modesta Costa Rica. Do outro lado, a "mãozinha" do atacante Thierry Henry contra a Irlanda pesa até hoje nas costas dos atuais vice-campeões mundiais.

Na França, apesar do ídolo e craque do time Franck Ribery atuar isolado pelo lado esquerdo do campo, mesmo assim, ele ainda conseguiu criar boas chances de gol. Na primeira delas, Govou não alcançou a bola. Logo depois, o próprio meia atacante do Bayern de Munique arriscou direto e exigiu grande defesa de Muslera.

A "Celeste Olímpica" demorou a chegar. Chance concreta mesmo, somente nos pés de Diego Forlan. Quando não serviu o companheiro de ataque Suárez, foi eficiente no chute de média distância.

Na volta para a segunda etapa, já com a ansiedade dos primeiros minutos superada, a esperança era que chances mais claras de gols fossem criadas. Não foi o que aconteceu. O jogo, inclusive, ganhou faltas duras de parte a parte. O francês Toulalan levantou o uruguaio Pereira. O meio capitão, meio xerife, Lugano chegou e aumentou a confusão. Depois de outra entrada violenta, Lodeiro foi merecidamente expulso de campo.

Com isso, a partida começou a ficar mais "disputada", com jogadas mais viris. As coisas só mudaram um pouco, com as entradas de Henry e outro bastante conhecido dos brasileiros, especialmente dos botafoguenses: Sebastian "El Loco" Abreu. O atacante do time carioca trombou demais com os zagueiros e não produziu absolutamente nada, a não ser o fato de ter interceptado, com a cabeça, uma perigosa cobrança de falta, no último minuto do fraco confronto. Já o francês, pouco produziu. As entradas de ambos foram positivas, só para apaziguar os mais exaltados.

Com a vantagem de um jogador, os franceses se arriscaram ainda mais ao ataque. Pelas coincidências do futebol, Henry chegou a reclamar de um toque de mão dentro da área do Uruguai. O árbitro nada marcou e partida terminou sem alterar o placar. Um merecido e monótono 0 x 0.

FICHA TÉCNICA

Uruguai 0 x 0 França

URUGUAI: Muslera; Vicotrino , Lugano , Godin, Maxi Pereira; Diego Pérez (Eguren), Arévalo, Rios, Álvaro Pereira, Ignácio Gonzalez (Lodeiro) ; Suárez (Sebastian Abreu) e Forlán.
Técnico: Oscar Tabárez

FRANÇA: Lloris; Sagna, Gallas, Abidal, Evra ; Gourcuff (Malouda), Toulalan , Diaby, Govou (Gignac); Anelka (Henry) e Ribéry .
Técnico: Raymond Domenech

Árbitro: Yuichi Nishimura (JAP)
Estádio: Green Point, Cidade do Cabo

 

por Robson Lessa | Esporte

Comentários comentar agora ❯