19 Julho 2019 - 08:42

ABL comemora 122 anos com sessão especial e lançamento de selo

Divulgação
A medalha será entregue pelo acadêmico Zuenir Ventura ao cônsul-geral de Portugal no Rio de Janeiro

A Academia Brasileira de Letras (ABL) comemora, hoje (18), seus 122 anos, com uma sessão especial e o lançamento, pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, do selo comemorativo que homenageia Machado de Assis e Joaquim Nabuco, integrantes do quadro de fundadores da entidade. A “obliteração”, como diz o presidente da ABL, Marco Lucchesi, será realizada na mesa que pertenceu ao poeta e acadêmico Manuel Bandeira. “É um conjunto de símbolos que a gente está articulando. É uma grande alegria”. Participam do lançamento dos selos, além do presidente da ABL, os acadêmicos Merval Pereira, José Murilo de Carvalho e Edmar Bacha.

Durante a celebração, no Salão Nobre do Petit Trianon, Lucchesi lerá o discurso do escritor Machado de Assis. “É breve, intenso. É de praxe haver na academia a leitura de Machado”, disse. Para ele, os 122 anos de existência da academia “são uma prova de fôlego, de resistência, da permanência sempre renovada da ABL. É um momento de congraçamento”. O discurso de Machado é lido em todas as datas comemorativas do aniversário.

O orador oficial do evento será o historiador e acadêmico Arno Wehling.

Medalha

A Fundação Calouste Gulbenkian, sediada em Portugal e criada por testamento do filantropo armênio Calouste Sarkis Gulbenkian, em 1956, receberá a Medalha Machado de Assis de 2019. A medalha será entregue pelo acadêmico Zuenir Ventura ao cônsul-geral de Portugal no Rio de Janeiro, embaixador Jaime Leitão, representando a fundação. A escolha do ganhador da medalha este ano foi uma decisão unânime dos acadêmicos.

No final da cerimônia, haverá apresentação do Quarteto de Clarinetes da Banda Sinfônica Brasileira.

por Agência Brasil

Comentários comentar agora ❯