18 Novembro 2018 - 17:13

Marabaixo e Boi Bumbá são reconhecidos como patrimônio cultural

Iphan
A figura do Boi Bumbá é uma das mais tradicionais expressões culturais do País

Marabaixo e Complexo Boi Bumbá, expressões do Amapá e do Médio Amazonas e Parintins, respectivamente, foram registradas como Patrimônio Cultural do Brasil. A decisão foi tomada durante a 90ª reunião do Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), realizada em Belém (PA).

Expressão cultural de devoção e resistência que representa tradições e costumes locais - que reúne ritmo, dança, vestimentas, comidas e literatura -, o Marabaixo é predominante entre as comunidades negras do Amapá. A origem do nome remete aos escravos que morriam nos navios negreiros. Os negros escravizados cantavam hinos de lamento e faziam promessas aos santos. Quando a graça era alcançada, fazia-se um Marabaixo.

Uma das mais tradicionais e reconhecidas expressões culturais do País, a figura do Boi Bumbá é o elemento principal da manifestação, que envolve uma série de danças, músicas, drama e enredo. Na região Norte, a festa popular se estabeleceu de forma marcante. Com influências das missões jesuíticas, agrega referências indígenas, negras e de outras regiões, como o Nordeste.

Conselho Consultivo
A reunião do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural continua nesta sexta-feira (9). Os conselheiros devem decidir o pedido de reconhecimento do Geoglifo do Sitio Arqueológico Jacó Sá, no Acre. Ao todo, são 22 conselheiros que representam os ministérios da Educação, das Cidades, do Turismo, do Meio Ambiente, bem como o Ibram, o Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (Icomos), o Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), a Sociedade de Arqueologia Brasileira (SAB), a Associação Brasileira de Antropologia (ABA) e mais 13 representantes da sociedade civil.

por Governo do Brasil, com informações do Ministério da Cultura

Comentários comentar agora ❯

Whoops, looks like something went wrong.