12 Agosto 2010 - 16:25

Música livre - Sonhos, sons e imaginação

Divulgação
Banda está dando novo rumo a produção musical alagoana

Além de ser uma tendência no atual cenário da música brasileira, o rock instrumental está ganhando adeptos em todas as regiões do país. Inclusive no Nordeste. Bandas como Fóssil (CE), Burro Morto (PB), A Banda de Joseph Tourton (PE) e Retrofoguetes (BA) mostram que a região tem nomes de relevância no cenário nacional.

Mas Alagoas não está fora do circuito. Existe no estado um despertar para a música contemporânea, uma vontade de experimentação. Músicos alagoanos encontraram na composição instrumental um campo aberto para criar e, sobretudo, imaginar.

O Projeto Sonho nasceu, em julho de 2008, a partir de uma ideia de música livre, composição que iria resultar no primeiro tema do grupo, “Chuva”. A proposta era fazer música instrumental com apenas guitarras e bateria. A formação pouco usual realça as linhas melódicas das composições e abre caminho para momentos de calmaria e caos sonoro.

Gabriel Cerqueira, Hugo Lyra, Victor Caesar e Ítalo Bruno utilizam seus instrumentos não só para produzir sons, mas principalmente para expressar sentimentos e emoções. Remetendo a nomes consagrados do post-rock, subgênero do rock caracterizado pelo uso de instrumentação roqueira para produção de uma música com fins artísticos e estéticos, como Explosions in the Sky, Mogwaii e Toe, o som do quarteto alagoano incita a imaginação.

Com passagens por duas edições do Festival Maionese, em 2009 e 2010, promovidas pelo coletivo local Popfuzz, e pelo projeto Maceió Viva Cultura, evento mantido pela Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), a banda mostra que a música instrumental alagoana merece reconhecimento.

Em 2010, o grupo começou o processo de gravação das músicas que farão parte do primeiro EP. Ao todo o disco deve ter cinco temas gravados de maneira independente, boa parte será gravada na casa dos próprios músicos. A ideia para o trabalho gira em torno do ciclo natural da vida, como sugerem os títulos de cada faixa: “Tormenta”, “Chuva”, “A Espera do Triste Fim”, “O Próprio Caos Tem Sua Magia” e “Aurora”.

As composições fazem parte do show que a banda apresentará dentro do Festival LAB, junto com as bandas Labirinto (SP) e Julia Says (PE), dia 27 de Agosto, no Armazém Uzina.

 

por Agência Alagoas

Comentários comentar agora ❯