07 Novembro 2018 - 14:32

Salomão Miranda estreia show Cavaquinho Azul no Quinta no Arena

Cerca de 25 coordenadores da rede municipal de educação, participaram nesta quarta-feira (7), no auditório Paulo Freire, de uma formação sobre Diversidades e Questões Afro e Indígenas, realizada pelo Núcleo de Estudos e Pesquisa Sobre a Diversidade Étnico-Racial (Neder), da Secretaria Municipal de Educação de Maceió (Semed).

A proposta da formação é baseada nas Leis Federais de número 10.639/2013 e 11.645/2008, que tornam obrigatório o ensino sobre a História e Cultura afro-brasileira e indígena nos estabelecimentos de ensino da Educação Básica.

De acordo com a técnica formadora, Ednilza Cabral, além do conteúdo indispensável, a formação é fundamental para o desenvolvimento dos alunos. “É uma formação muito importante para que nossos estudantes e toda comunidade escolar tenham o conhecimento do processo histórico da formação do povo brasileiro”, destacou.

Ainda de acordo com Ednilza, todo conhecimento precisa ser assegurado no espaço escolar para que os alunos compreendam essa diversidade de povos, culturas e religiões. “O nosso objetivo maior é fazer com que os alunos entendam essa diversidade que permeia à escola e, acima de tudo, despertem a autoestima e se vejam como pessoas importantes e integrantes nesse processo da escola”, completou.

Araci Maria Lins, coordenadora da Escola Municipal Higino Belo, avaliou a formação de forma bastante positiva. “São assuntos extremamente importantes porque conseguimos levar esse conhecimento até as escolas e inibir os conflitos que existem atualmente”, disse.

A coordenadora salientou ainda o respeito ao próximo que deve acontecer independentemente de qualquer circunstância. “A gente precisa ter olhos e corações abertos para poder aceitar o semelhante como ele é, porque não é cor de pele e nem raça que vai dar o valor do indivíduo”, finalizou.

por Secom - Maceió

Comentários comentar agora ❯