31 Maio 2018 - 08:01

O forte amor brasileiro por Elvis Presley

radiotunisienne.tn

Elvis Presley marcou um antes e um depois na história da música. Através de gerações, suas canções continuam a marcar vidas dentro e fora dos Estados Unidos, com o Brasil sendo um dos lugares onde sua lenda é mais viva.

Elvis salta para a fama a partir de ser um garoto comum

Elvis Presley nasceu em 8 de janeiro de 1935 em Tupelo, Mississippi, no epicentro do conflito racial nos Estados Unidos, e apenas um ano depois de seu nascimento, um furacão devastou a região onde ele morava, fazendo com isso que pessoas de todas as raças põem de lado suas diferenças e se reúnem para reconstruir a região. Isso fez com que o jovem Elvis Presley crescesse cercado por uma cultura enriquecida pelo legado da música afro-americana e dos ritmos evangélicos como o Gospel, que influenciaram seu treinamento musical. A história da ascensão à fama do agora conhecido como o Rei do Rock é uma que inspirou milhões de pessoas em todo o mundo, porque para chegar a tal lugar, Elvis Presley passou alguns anos de sua vida trabalhando como uma lanterninha de cinema e motorista de caminhão para ajudar sua família, antes de ter sucesso na música. Não foi até que Elvis Presley tinha vinte anos que ele teve a oportunidade de mostrar a sua extravagante mistura musical e o show que tinha para oferecer, porque após a morte do então ídolo da juventude, James Dean, os executivos da empresa RCA deram para Elvis a oportunidade de mostrar sua nova música chamada de Rock and Roll, dando-lhe um sucesso instantâneo com o lançamento do single "Heartbreak Hotel".

Entre 1956 e 1958, Elvis foi dedicado a promover o seu primeiro álbum, nomeado de Elvis Presley, dando shows em todos os Estados Unidos e projetando sua nova música e estilo fora do convencional e rebelde para começar a inspirar muitos outros músicos que se tornariam famosos inspirando-se na imagem e música de Elvis. Assim como a imagem de rebelde começou a se relacionar com o Rei do Rock, foi quando Elvis Presley foi convocado para o Exército dos Estados Unidos para se juntar obrigatoriamente a suas fileiras em 1958. Durante seu tempo dentro do exército de conscritos, Elvis Presley continuou escrever e cantar para continuar a fazer pública sua imagem, dando o tom para alguns de seus filmes mais amados no Brasil como Blue Hawaii (Feitiço havaiano, 1961) e Paradise, Hawaiian Style (No paraíso de Havaí, 1966), que foram inspirados pelo tempo que o Rei do Rock passou no exército, com cenários muito fáceis de relacionar com aqueles encontrados nas praias brasileiras.

Elvis se estabelece como um ícone da cultura popular

Depois de seu tempo no exército e da gravação de alguns dos filmes que o consolidaram na preferência de milhões de pessoas ao redor do mundo, Elvis dedicou-se a dar shows ao vivo nos Estados Unidos, tomando a cidade de Las Vegas como sua locação principal. Isso também ajudou a consolidar o show de Elvis Presley como um dos maiores shows de cassinos de Las Vegas, abrindo o caminho para o futuro estabelecimento de shows de estrelas como Celine Dion, Mariah Carey e, mais recentemente, Lady Gaga com uma residência de 74 datas que terá início no final de 2018. No caso do Rei do Rock, o show foi definido no Westgate Resort e Casino por sete anos, para um total de 636 shows ao vivo de acordo com Betway Casino, e quase $230 milhões de receitas, dando a oportunidade para milhões de espectadores de todo o mundo para assistir pessoalmente o show do King. Tão grande foi a fama e relacionamento dos shows de Elvis com Las Vegas, que é muito fácil encontrar histórias de casais (tanto no cinema como na vida real) que hoje fazem a viagem para Las Vegas para que um imitador do Rei do Rock oficiar seu casamento. Atualmente, a capela mais famosa que oferece este serviço é a Graceland Wedding Chapel, onde cerca de 100 casamentos são realizados semanalmente, e onde mais de 90% das cerimônias tem a temática de Elvis Presley. De acordo com uma funcionária da capela, todos os dias eles casam dois ou três casais brasileiros.

Os brasileiros e Elvis Presley hoje

O legado de Elvis Presley ainda está muito vivo hoje no Brasil e precisamente em 2015, um advogado de Porto Alegre chamado Diogo Leichtweis ganhou o concurso anual para imitadores de Elvis, realizada em Tupelo, Mississippi, no chamado Elvis Festival. A esse respeito, Diogo mencionou em uma entrevista para uma mídia americana que para ele, Elvis representa o sonho americano, já que ele cresceu pobre, mas tinha talento e força para realizar seus sonhos. Além do exemplo de Diogo, centenas de pessoas viajam a cada ano para Graceland, a casa que Elvis Presley tinha em Memphis, Tennessee, para homenagear o aniversário da morte do Rei do Rock em 16 de agosto de 1977. Naturalmente, entre eles, é muito comum encontrar famílias brasileiras, como relatado pelo site de notícias Fox News, que conta a história de Paula Penna, de Campinas, que conheceu o marido em um fã-clube de Elvis e faz a viagem do Brasil para Memphis todos os anos, para comemorar a estrela, que de acordo com as suas palavras, mantém sua família unida. De volta ao Brasil, é muito comum encontrar shows de tributo ao Rei do Rock, como no caso em que é considerado o melhor show em homenagem a Elvis, chamado “O Rei está de volta”, em que Ben Portsmouth, que já foi vencedor da competição mundial de imitadores de Elvis em Memphis; interpreta os sucessos de Elvis ao lado de um grupo de músicos ao vivo.

É um fato que a música e a imagem de Elvis Presley influenciaram gerações inteiras ao redor do mundo e também é verdade que o Brasil é um dos lugares onde o Rei ainda tem mais fãs, que continuam transmitindo sua música e legado cultural para as futuras gerações. 


 

Comentários comentar agora ❯