26 Outubro 2017 - 10:12

Rodoviárias de São Paulo são responsáveis por maior eixo rodoviário do país

Segundo pesquisa realizada pelo IBGE com o nome de “Ligações Rodoviárias e Hidroviárias 2016, os terminais da Barra Funda, Tietê e Jabaquara integram 1.477 destinos saindo e voltando, através da operação de centenas de companhias de ônibus. Essas ligações tornam as rodoviárias de São Paulo responsáveis pelo maior eixo rodoviário de linhas intermunicipais do Brasil.

Mais de 50 empresas de ônibus operam nas rodoviárias de São Paulo, entre elas a Itapemirim, 1001, Gontijo, Kaissara, Ouro e Prata, entre outras. E estima-se que mais de 15 milhões de pessoas passem por elas durante o ano.

A rodoviária de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, ocupa a segunda posição, com 643 conexões – menos da metade do que é disponibilizado só em São Paulo. O ranking ainda é completado pelos embarques de Goiânia, com 606 destinos e outra cidade paulista, Campinas, com 596 ligações intermunicipais.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, São Paulo possui dois fatores que contribuem para esse resultado: o poder econômico e o grande índice populacional, já que a cidade é a mais populosa do país. Nas demais cidades, a posição geográfica de cada localidade permite importantes conexões com outros Estados, considerando também que a economia destes municípios tem forte influência na comercialização das passagem de onibus, sendo que juntas correspondem a uma população de 5 milhões de habitantes.

Atrás de Campinas, sobrou a quinta posição para Brasília, com 576 conexões, seguida pelo terminal Novo Rio, no Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador e Curitiba, respectivamente. A rodoviária de Campinas recebe diariamente cerca de 40 mil passageiros, com uma média de 700 embarques e 650 desembarques.
 

Comentários comentar agora ❯