19 Agosto 2019 - 18:39

Leituras elásticas são novo conceito para formar leitores

Para a pedagoga Carolina Sanches, especialista em mídia e educação, o conceito de leituras elásticas é uma tendência do mundo atual para formar novos leitores. Curadora do Fórum de Educação, que vai oferecer programação exclusiva e gratuita para professores durante a 19ª Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro, que começa no próximo dia 30, Carolina afirmou à Agência Brasil que a formação de leitores é um dos maiores desafios do nosso tempo, dominado pela tecnologia. "Um mundo em metamorfose”, reforçou.

Para ela, o destaque entre as estratégias que educadores podem lançar mão para formar leitores nesse novo tempo e que exige transformação também da leitura, é a chamada leitura elástica. “A leitura também precisa de metamorfose”. As leituras elásticas chegam para atender uma demanda de uma nova geração. Para Carolina, a educação, hoje, consiste na convergência de diversas plataformas.

Segundo Carolina, os professores e educadores são imigrantes digitais, enquanto os alunos são nativos digitais. “E nós queremos que eles sejam formados leitores da mesma maneira que nós fomos. Não vai dar. São novos tempos. É preciso desapegar de um tipo de formação leitora e migrar para outro”.

Nesse sentido, as leituras elásticas são abordagens lúdicas em que se pode misturar livros com outras plataformas. “Eu acredito que isso se dá através da leitura e da ludicidade, ou seja, do livro, dos jogos, do cinema, do Nintendo, do Minecraft. A gente vai misturando. É uma educação remix. Através da mistura de plataformas e linguagens, a gente vai conseguir dialogar com as crianças”, expôs a pedagoga.

por Agência Brasil

Comentários comentar agora ❯