19 Janeiro 2022 - 15:39

Vacina em crianças: “Em mais de quatro mil reações, 98% não são revelantes”, diz especialista

Pexels
Especialistas afirmam que os pais podem esperar como eventos adversos reações comuns a outras vacinas infantis

Um estudo do Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos concluiu que os efeitos colaterais da vacinação contra a Covid-19 em crianças são raros. Em declarações à ‘Radio Observador’, o pneumologista Manuel Ferreira de Magalhães, explica que 98% destas reações não são significativas.

“É um relatório que nos diz que das mais de oito milhões de vacinas administradas em crianças, apenas há reporte de 4.249 reações adversas, das quais 4.149 são consideradas não graves. Estamos falando de 98% destas reações”, refere.

O especialista destaca que se tratam de “problemas relacionados com a preparação da vacina, ou com a administração de uma dose errada, mas são reações muito pouco relevantes ou mesmo inexistentes”.

“Destas apenas 2% são considerados eventos importantes, ou seja, 100 casos em oito milhões: 0,7% das crianças reportaram febre, 0,5% reportaram vômitos, 0,4% tiveram um aumento dos marcadores de inflamação cardíaca, mas entretanto já estão recuperadas”, aponta.

Perante estes dados, Manuel Ferreira de Magalhães conclui que “não existe nenhuma fatalidade em relação à administração da vacina, nem nenhum efeito adverso que dê algum problema a longo prazo e portanto estes dados são fundamentais para tranquilizar os pais”.

por Redação com istoedinheiro.com.br

AquiAcontece.com.br © 2016 - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do AquiAcontece.com.br.