18 Junho 2019 - 16:10

O que fazer quando seu cachorro come algo que não pode?

Infelizmente, a intoxicação alimentar ainda é muito comum em cães e gatos. Apesar de existirem alguns alimentos que não são recomendados para pets em versões exclusivas para eles, como o arroz, a cerveja e o chocolate para cachorro, ainda há casos em que esses companheiros comem o que não devem.

Há, ainda, casos em que o pet ingere alguma substância tóxica, como inseticidas, produtos de limpeza, lixo e outros compostos químicos, geralmente bem mais delicados. 

Nessas ocasiões, uma rápida ação deve ser tomada, até que você consiga auxílio de um veterinário. Por isso, listamos alguns cuidados para garantir que nada de ruim ocorra com o seu fiel amigão. Vamos lá?

Perceba os sintomas do pet

É essencial que você esteja atento às reações que o pet apresenta após a ingestão de certas substâncias. Os sinais mais comuns de intoxicação geralmente são: febre, diarreia, vômito e salivação excessiva.

Em alguns casos, o pet pode não apresentar nenhum desses sintomas e apenas ficar abatido. Se o seu é daqueles que não para quieto e você percebe que ele está em estado de prostração, o ideal é levá-lo imediatamente a um veterinário.

Descubra a quantidade que foi ingerida

Caso o acidente tenha ocorrido sem você estar por perto, descubra o mais rápido possível o que ingerido. Repare em embalagens que estão na região onde o pet passa a maior parte e analise a quantidade que foi ingerida. 

É sempre válido lembrar que, caso você encontre a embalagem, é fundamental levá-la ao veterinário. Nela estão descritos os componentes do produto e, dessa forma, ficará mais fácil para o especialista saber o que está acontecendo com o animal.

Devo induzir o pet a vomitar?

Muitas pessoas ainda têm dúvidas se o melhor a ser feito quando pet ingere algo que não é recomendado, é induzi-lo a vomitar. Bom, essa questão é bem delicada, já que pode envolver a vida do seu melhor amigo. 

Nos casos de ingestão de alimentos, como chocolate, macadâmia, uva e cebola, por exemplo, o vômito é recomendado para eliminar o que ele comeu o mais rápido possível. No entanto, a visita ao veterinário ainda se faz fundamental, já que algo pode ter afetado a corrente sanguínea do pet. 

No caso de compostos químicos, como produtos de limpeza, o vômito não deve ser induzido. Em situações extremas, como a ingestão de materiais não digeríveis — pedras, pilhas e baterias — o certo é levá-lo com o máximo de urgência a um especialista.

O que devo oferecer ao meu pet para ele vomitar?

Outra dúvida bem frequente é sobre o que oferecer ao pet para fazê-lo vomitar. Ovo, leite e óleo são as opções mais citadas caso você faça alguma pesquisa na internet. No entanto, veterinários afirmam que também podem fazer mal ao animal. 

Primeiramente, é necessário que você ofereça algum alimento diferente da ração para o pet. Um pedaço de pão ou uma pequena porção de arroz para cachorro são os mais recomendados. 

Após isso, você deverá oferecer água oxigenada 3%. Aqui, vale lembrar que a quantidade do que será oferecido é correspondente ao peso do pet. O ideal é uma colher de chá para cada 10 kg do pet. 

Esse procedimento pode ser repetido no máximo três vezes. Esgotadas as tentativas, leve o peludo imediatamente ao veterinário. Lá, o especialista terá o conhecimento e os medicamentos para cuidar do seu melhor amigo da forma ideal.

A visita ao veterinário é dispensável? 

Não! Mesmo que você consiga fazê-lo vomitar ou perceba alteração nas fezes do pet, ainda assim, é recomendado levá-lo a um especialista para uma avaliação mais precisa! 

A intoxicação alimentar em cães é um assunto muito sério. Por isso, a qualquer sinal de alteração no comportamento do seu companheiro, procure um veterinário o mais rápido possível.
 

Comentários comentar agora ❯