17 Agosto 2018 - 17:52

Como transportar bagagens em mudanças internacionais

O mundo está cada vez mais itinerante. Pudera, está cada vez mais globalizado e permitindo um maior fluxo de pessoas em áreas fora do país de origem. Nessa perspectiva, surge a dúvida: como transportar bagagens em mudanças internacionais? Parece difícil, mas com organização se trata apenas mais um passo em busca da realização de um sonho maior, ao cruzar o continente, por exemplo.

Em busca de novas experiências e com a facilidade de intercâmbios entre alguns países, seja por motivos profissionais ou meramente pessoais, as pessoas são regularmente incentivadas a buscar novos ares e lugares, investindo em viagens internacionais nas quais vão correr atrás de um ideal de vida e de melhores oportunidades. Diante disso, como se organizar para fazer uma mudança internacional?

É essencial contratar o serviço de uma empresa que possua as melhores soluções em logística e assessoria aduaneira, essa mais conhecida como a alfândega. Há a possibilidade de envio das bagagens por transporte marítimo, aéreo ou terrestre. No marítimo, a mudança é feita por meio de containers de aço. Cada um deles, usualmente, possuem a capacidade de 20 a 40 pés (1 pé equivale a 0,30m).

E como saber qual é o melhor custo benefício? É importante analisar as tarifas oferecidas e os diferentes detalhes dos serviços. Para facilitar esse processo, possuir uma assessoria para mudanças internacionais faz toda a diferença. Além de ajudar a compreender qual a melhor forma de realizar uma mudança para fora do seu local de origem, há também uma ajuda no que se refere à burocracia brasileira em relação à documentação.

E o que pode ser transportado? Basicamente tudo, desde ferramentas profissionais, móveis e objetos da casa, até máquinas. É importante que tudo seja embalado de forma que possua lacre inviolável, tornando o transporte algo mais seguro para o cliente e o transportador. Em embalagens com esse tipo de lacre, há menor chance de violação de utensílios, trazendo mais segurança para o cliente.

Um outro ponto importante ao realizar mudanças internacionais é entrar em um consenso sobre o prazo até que tudo seja entregue. É necessário ter uma ideia de prazo correta, dentro do esperado, sendo esse mais comum em até seis meses quando por via marítima, ao cruzar o oceano para outro continente. Em casos de mudanças via terrestre, o tempo pode ser reduzido dependendo da distância.

Diante de tantas informações, agora que sabe que as mudanças internacionais não são um bicho de sete cabeças, que tal saber mais especificações sobre bagagens e itens transportados? Tire as suas dúvidas abaixo.

Esclarecimentos sobre bagagens

O que é uma bagagem?

Bagagem é tudo aquilo que você irá transportar em sua mudança internacional. Pode incluir roupas, utensílios domésticos, móveis e etc. Geralmente não inclui veículos.

Quais os itens com restrição?

São considerados itens restritos: Armas de fogo, munição, espadas, facas e outros itens de defesa pessoal (arma branca). Além desses, estão inclusas as bebidas alcoólicas (sujeitas a pagamento de tributos), alimentos e produtos de limpeza, além de obras de arte.

Qual a diferença entre bagagem acompanhada e desacompanhada?

Respectivamente, a primeira é a que o viajante leva consigo quando viaja, utilizando qualquer meio de transporte que seja. É tudo que for transportado sem a condição de carga. Já a segunda, é justamente isso: a bagagem que é levada como carga, podendo chegar ao novo país antes mesmo do novo morador.

Você sabia que há uma diferença entre despacho de importação e de bagagem?

No primeiro caso, esse tipo de despacho sugere o armazenamento da mercadoria, tendo o dono dos objetos que obter as providências e exigências legais para retirá-la. Já a segunda opção é a mais comum quando realizamos viagens: a retirada de bagagem de forma imediata após o desembarque de passageiros.
 

Comentários comentar agora ❯