31 Agosto 2017 - 09:57

Alunos do II Coesp participam de instruções para retomada de reféns na CBTU

Anderson Góes
Ação é mais um investimento da PMAL, que reafirma o compromisso da instituição


A segunda turma do Curso de Operações Especiais, promovido pela Polícia Militar de Alagoas (Coesp-PMAL), está em plena atividade. A turma participou na tarde desta quarta-feira (30) de uma instrução prática nos módulos de ações táticas, com foco em entradas estratégicas em ambientes verticais, ministrada por instrutores do Bope/COE da coirmã do Paraná (PMPR). A ação é mais um investimento da PMAL, que reafirma o compromisso da instituição, com o treinamento e a capacitação continuada de sua tropa.

O curso está sendo coordenado pelo capitão Hibson Pereira, um dos agentes do Bope, cuja formação foi realizada no Estado do Paraná, em 2012. Ele ressaltou a importância desse investimento e o grau de exigência dos alunos.

“O Coesp vai possibilitar a capacitação do policial militar frentes às ocorrências de alta complexidade, e a intenção é prepará-los cada vez mais para intervir quer seja em ocorrências de alto risco, em favelas, em operações em área de caatingas, na mata atlântica, em ambientes hostis, em ações helitransportadas, em áreas ribeirinhas, dentre outras; todas elas exigem um bom condicionamento físico, paciência, dedicação, coragem e muita determinação dos discentes”, explanou Hibson Pereira.

Dos 42 participantes que ingressaram no curso no último mês de junho, apenas 13 seguem firmes para conseguir concluí-lo, sendo sete de Alagoas e outros seis das corporações do Ceará, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Tocantins, Acre e Sergipe. O aspirante-a-oficial Anderson Molaz, integrante da corporação amazonense, ressalta a importância da aplicabilidade das instruções recebidas em sua realidade operacional.

“Toda a estrutura do curso, desde sua coordenação, o planejamento, bem como os materiais utilizados em nossas instruções têm suprido as expectativas de todos. Todo o conhecimento adquirido por mim, até aqui, será multiplicado para os policiais militares do Amazonas, e com certeza o conteúdo de hoje subsidiará ainda mais nossas ações táticas frente a ocorrências que envolvem reféns, pois preservar a vida sempre será nossa prioridade”, disse o aspirante, na função de xerife do dia.

Quatro integrantes do COE da PMPR, o capitão Cezar Hoinatski, o tenente Mário Picetski, o cabo Joanas Leonel e o soldado Mourival Santan, puderam transmitir um pouco de suas experiências e conhecimentos a todos os participantes.

“Viemos a Alagoas a convite do Bope para trazer um conhecimento já obtido em nosso Estado, que possui uma doutrina própria de ocorrências em crises, nos módulos de ações táticas, com foco em entradas táticas em ambientes verticais. A disciplina tem a finalidade de trazer um plano de ação voltada a um evento de crise, ou seja, um evento envolvendo refém e vítima. Nesse caso é necessário que esse grupo de intervenção faça a entrada nesse local, quer seja um veículo ou uma área edificada, e consiga resgatar com vida o refém e poupar, logicamente, todas as demais pessoas envolvidas”, disse o capitão Cezar Hoinatski.

O oficial ainda parabeniza e destaca a estrutura trazida pela coordenação do Coesp/PMAL no tocante a realização da instrução na Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), onde os alunos puderam vivenciar na prática uma situação de tomada de reféns em um VLT. “Isso demonstra a preocupação da PMAL em trazer cada vez mais esse realismo e aproximar esse treinamento do que por ventura esse policial militar encontrará nas ruas pela frente”, finalizou o instrutor.

A conclusão do II COESP está prevista para acontecer em meados de outubro.

por Agência Alagoas

Comentários comentar agora ❯