28 Abril 2010 - 21:11

CPI da Pedofilia convoca ex-desembargador Antônio Sapucaia

Agência Alagoas
Ex-desembargador e atual diretor presidente do Detran-AL, Antônio Sapucaia

A CPI da Pedofilia aprovou, nesta quarta-feira (28), a convocação do desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de Alagoas, ex-presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e atua Diretor Presidente do DETRAN-AL, Antônio Sapucaia, para prestar depoimento. O motivo seria artigo de sua autoria em que critica a atuação do presidente da CPI, senador Magno Malta (PR-ES), na condução de audiência pública em Arapiraca (AL).

Realizada em meados deste mês, a audiência pública resultou na prisão do monsenhor Luiz Marques Barbosa, 83 anos, acusado de abuso sexual de crianças e adolescentes. Também foram presos o motorista José Reinaldo Bezerra e a assistente social Maria Isabel dos Santos, funcionários da paróquia. O requerimento de convocação foi apresentado por sugestão dos senadores José Nery (PSOL-PA) e Papaléo Paes (PSDB-AP), com apoio do vice-presidente da comissão, senador Romeu Tuma (PTB-SP).

- Não sei quem ele quer defender no artigo dele. Ele defende as crianças ou os pedófilos? - questionou Magno Malta durante reunião da comissão em que também foram aprovados requerimentos que solicitam informações sobre endereços eletrônicos suspeitos de abrigar pedófilos na internet.

Artigo

No artigo, publicado na edição do último dia 25 do jornal Gazeta de Alagoas, Antônio Sapucaia, que também é escritor e jornalista, afirma que Magno Malta (PR-ES) conduziu "espetáculo deprimente, nojento, abjeto, repugnante sob todos os aspectos" na audiência pública em Arapiraca. Em sua avaliação, Magno Malta "montou o espetáculo, transformou-se no principal ator das cenas picarescas e se exibiu inteiramente à vontade", parecendo "desconhecer a ética, o respeito à sociedade" e "sem atentar para o malefício que causou e repercutiu junto aos menores de idade que têm acesso à televisão".

Ao longo do artigo, Sapucaia ressalta ainda ser "visceralmente contra a pedofilia", considerando que durante 37 anos exerceu a magistratura e, como tal, teve que se manifestar por dever de ofício "contra essas perversões sexuais e todo tipo de conduta ouriçada contra os princípios legais".
 

por Redação com Agência Senado

Comentários comentar agora ❯

  • ado Dr. Antonio concordo plenamente com o seu artigo.Sou totalmennte contrario a pedofilia e inclusive se provado indicaria se houvesse prisão perpétua.Este senador é evangélico e vem usando esta CPI como pirotecnia para atingir a igreja católica.Muito proivavelmente na igreja delae deve abrigar pedófilo. Vivemos numa democracia e temos o direito de expressar nossas opiniões.E digo que não tenho religião.
  • Júlio http://pt.wikipedia.org/wiki/Magno_Malta MAGNO MALTA . Pastor evangélico e integrante da banda gospel Tempero do Mundo, Magno Malta teve uma carreira política meteórica. começou sua carreira em 1993 como vereador em Cachoeiro de Itapemirim. Em 2002, Malta foi eleito senador com 867.434 votos. Atualmente é presidente da CPI da Pedofilia no Senado.