27 Maio 2020 - 09:55

Satuba, Santa Luzia e Jequiá da Praia têm maior taxa de casos de Covid-19 por habitantes

Assessoria
Em Maceió, os bairros Jacintinho, Benedito Bentes, Jatiúca e Ponta Verde lideram com maior número de casos confirmados

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e com o Painel Covid-19 de Alagoas, elaborado pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), os municípios de Satuba, Santa Luzia do Norte e Jequiá da Praia são os que apresentam atualmente as maiores taxas de incidência de pessoas contaminadas pela Covid-19 a cada 100 mil habitantes. Ou seja, os dados se referem ao volume de casos proporcionalmente ao tamanho da população.

Satuba, na região Metropolitana de Maceió, lidera o ranking. Com uma população estimada de aproximadamente 14 mil habitantes, o município tem hoje 116 casos confirmados, conferindo-lhe uma taxa de incidência de 838,9 pessoas contaminadas por cada 100 mil habitantes, segundo as estatísticas. Na sequência, aparecem Santa Luzia do Norte (740,1), também na região Metropolitana de Maceió, e Jequiá da Praia (449,1), na região Sul do estado.

A capital alagoana aparece em quinto lugar no ranking com um índice de 377,6 casos por 100 mil habitantes. Maceió tem atualmente uma população estimada de mais de 1 milhão de pessoas e 3.848 casos confirmados.

Dentre os bairros com o maior número de casos confirmados em Maceió, de acordo com o Painel Covid-19 de Alagoas, lideram o ranking: Jacintinho (259 casos), Benedito Bentes (225 casos), Jatiúca (224 casos) e Ponta Verde (223 casos).

ÓBITOS

Em relação à incidência dos óbitos por Covid-19 nos municípios alagoanos, Satuba mais uma vez lidera o ranking com uma taxa de 36,16 mortes por cada 100 mil habitantes, seguido por Campestre (28,84), Paulo Jacinto (26,44) e Jequiá da Praia (25,91). Maceió ocupa a nona colocação com 20,90 óbitos por cada 100 mil habitantes.

Nos bairros da capital alagoana, o Benedito Bentes é o que tem mais óbitos confirmados até o momento (18), seguido por Vergel do Lago, Ponta Grossa e Cidade Universitária (todos com 13 mortes).

Durante entrevista à rede televisiva CNN Brasil nessa segunda-feira (25), o governador Renan Filho enfatizou a importância do esforço conjunto entre a população e Governo no enfrentamento à pandemia. As autoridades têm pedido continuadamente que a população respeite as medidas de isolamento social enquanto o poder público amplia o número de leitos e aumenta a fiscalização em Maceió e no interior do estado.

“É fundamental que as pessoas colaborem com as medidas de isolamento social, porque somente elas, nesse momento, são capazes de evitar o adoecimento de muita gente ao mesmo tempo e, assim, o colapso da rede hospitalar. O Estado fez um esforço grande nos últimos 60 dias dessa pandemia para chegarmos a mil novos leitos no último final de semana”, disse Renan Filho.

“Nós esperamos que a população colabore, porque aqui estamos agindo de duas maneiras neste momento: por um lado, o Estado aumenta a fiscalização e amplia a rede de oferta de saúde com novos leitos clínicos e de UTI e, por outro lado, pede ao cidadão que colabore com as medidas de isolamento social e exige alguns procedimentos como o uso de máscara”, reforçou o governador.

por Agência Alagoas

AquiAcontece.com.br © 2016 - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do AquiAcontece.com.br.