20 Maio 2020 - 11:04

Posto de Saúde do Novo Mundo passa a funcionar como central de triagem para Covid-19

Assessoria
A reestruturação da Unidade de Saúde do Novo Mundo se soma às do Santa Amélia e Graciliano Ramos para atender sintomas leves

A guerra contra o novo coronavírus demanda a contribuição de todos. Por isso, o Governo de Alagoas e a Prefeitura de Maceió unem esforços diante do enfrentamento à pandemia. A partir desta quarta-feira (20), um terceiro equipamento da rede municipal de saúde passa a funcionar em Maceió como Unidade de Referência em Síndromes Gripais. A reestruturação da Unidade de Saúde da Família (USF) do Novo Mundo – situada na Rua Boa Sorte – amplia a assistência para atendimento a pessoas com sintomas leves de gripe, como febre, tosse, dor de garganta, dor de cabeça e dor no corpo.

Em exemplo ao que ocorre nas centrais de triagem abertas pelo Governo do Estado nos bairros do Trapiche e no Benedito Bentes, a estrutura administrada pela Prefeitura de Maceió realiza a triagem de pacientes e oferece encaminhamentos, medicação e a realização de exames laboratoriais, incluindo teste rápido para os casos suspeitos de Covid-19 que se enquadrem nos sintomas clínicos para testagem.

Desde o dia 04 de maio, outros dois espaços reconfigurados – a UBS Moura Lima, no bairro de Santa Amélia, e a UBS Jorge Duarte Quintela Cavalcante, no conjunto Graciliano Ramos – iniciaram os atendimentos como Unidades de Referência em Síndromes Gripais. As centrais funcionam diariamente, das 7h às 19h, com capacidade para atender aproximadamente 200 pessoas por dia.

Cada equipamento opera com equipe formada por dois clínicos gerais, um cardiologista, três enfermeiros, quatro técnicos de enfermagem e quatro técnicos administrativos. Os locais dispõem de salas de triagem, atendimento médico, observação, procedimento e medicação, testagem e coleta, além de áreas específicas para a realização de exames de Raio-X e eletrocardiograma (ECG).

A depender da gravidade do diagnóstico, o paciente poderá ser medicado e seguir em observação ou ser encaminhado para unidades de urgência ou emergência na ambulância disponibilizada para cada unidade. Até o momento, as duas unidades totalizaram 3.763 atendimentos durante 14 dias de funcionamento.

Testes positivos

Mesmo em pouco tempo de atividade, a procura pela assistência médica nessas duas unidades municipais aumentou rapidamente. A aplicação dos testes rápidos nos locais é mais um indício do alto nível de contaminação provocado pelo novo coronavírus em Maceió. Dos 743 exames realizados nas duas centrais, 450 foram positivos. O número registra que mais de 60% dos testados estavam com Covid-19.

“Os casos observados e recebidos nas unidades apresentam sintomatologia clínica diferenciada de acordo com o que se preconiza pelo Ministério da Saúde”, atesta Nara Albuquerque, diretora de Atenção à Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Sobre os pacientes que tradicionalmente procuravam atendimento para outros problemas nestas UBS, a gestora esclarece que eles foram remanejados para unidades situadas em áreas adjacentes, “onde passaram a receber orientações e medicações de rotina, de acordo com as necessidades clínicas de patologias crônicas”, acrescenta.

Ou seja, o atendimento ao cidadão que necessita de assistência médica continua a ocorrer nos postos, mini pronto-socorro, USF e UBS.E quem apresenta sintomas gripais leves também pode se dirigir às demais unidades básicas de saúde da rede municipal, localizadas nos bairros de Maceió.

Em cada espaço, o usuário encontrará profissionais capacitados para realizar a triagem dos pacientes e, quando necessário, receberá máscara – se não estiver utilizando –, além de proceder com o devido encaminhamento para uma sala de espera reservada.

Com um total de mais de 60 unidades somente na capital, as UBS funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. A lista completa pode ser encontrada no site www.alagoascontraocoronavirus.al.gov.br ou no portal da Prefeitura de Maceió: www.maceio.al.gov.br/sms/unidades-de-saude/.

por Agência Alagoas

Comentários comentar agora ❯