20 Fevereiro 2020 - 18:27

Especialistas em educação da cidade com maior Ideb afirmam: AL está no rumo certo

Alagoas está no rumo certo para melhorar ainda mais os seus índices educacionais, tornando-se referência para o Nordeste. A avaliação é de Veveu Arruda e Julio Cesar da Costa Alexandre, respectivamente ex-prefeito e secretário de Educação de Sobral (CE), município com melhor desempenho no Ensino Fundamental no Índice de Desenvolvimento Educação Básica (IDEB) de 2017, com a nota 9,1.

Ambos foram convidados pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) para expor esta experiência bem sucedida a prefeitos e secretários de Educação de Alagoas durante o lançamento dos novos programas integrantes do Escola 10, o PARC Criança Alfabetizada e Vem que dá tempo, na segunda-feira (17), no Centro de Convenções de Maceió.

No período de uma década, o município cearense saiu do 1366º lugar nacional no IDEB para ocupar o primeiro lugar nesta mesma avaliação, sendo hoje uma referência internacional graças a um trabalho desenvolvido com políticas de alfabetização como estratégia para elevação do desempenho escolar das séries iniciais.

“Alagoas está no rumo certo, porque está priorizando uma política de cooperação com os municípios com foco na aprendizagem. Na verdade, essa decisão já havia sido tomada, estamos aqui apenas para contribuir com este processo que, com certeza, tendo o envolvimento dos municípios, dos poderes públicos e da sociedade civil, produzirá os resultados que todos desejam, que é a alfabetização na idade certa”, garante Veveu Arruda, hoje à frente da Associação Bem Comum, parceira técnica dos novos programas alagoanos junto como Instituto Natura e a Fundação Lemann.

A mesma opinião é compartilhada pelo Mestre em Educação e ex-secretário de Educação de Sobral Júlio César. Quando secretário, ele também adotou como ponto de partida um diagnóstico dos alunos daquela rede municipal, o qual apontaria que cerca de 48% não sabiam ler. Na ocasião, o município atacou o problema com duas ações estratégicas: a nucleação das escolas, colocando os alunos em turmas condizentes com suas idades e a definição de uma política de alfabetização.

“Fico muito entusiasmado com o programa de Alagoas, porque já deu o primeiro passo. A gente percebe a organização, o monitoramento dos resultados e indicadores e hoje, além da política de ensino fundamental, a possibilidade de um termo de cooperação com os municípios para uma política de alfabetização. Parabenizo Alagoas por este momento, com foco na política de alfabetização”, ressalta Julio Cesar.

Experiência

Empenhados em melhorar os números de Alagoas, estado que mais cresceu no último IDEB, o governador Renan Filho, o vice-governador e secretário de Estado da Educação, Luciano Barbosa, e a secretária-executiva da Educação, Laura Souza, uniram-se a prefeitos, secretários municipais de educação, articuladores de ensino e técnicos das secretarias municipais de educação (Semeds) para conhecer a experiência de Sobral.

“A gente tem algumas metas a cumprir até 2022 e uma das principais é garantir a alfabetização das nossas crianças na idade certa. Para isto, temos o apoio de sempre da Fundação Lemann e, agora, também do Instituto Natura e a Associação Bem Comum, os quais trazem um pouco da sua vivência com este caso de sucesso de Sobral, reconhecido mundialmente como uma política educacional consistente e que garante a alfabetização das crianças. Estamos dando este pontapé e convocando todo mundo que faz a rede pública para alcançarmos este objetivo”, destaca Laura Souza.

Para o presidente da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-AL) e secretário de Educação de Dois Riachos, Carlos Rubens Araújo, o momento é de crescimento.

“Alagoas não teve um governo que tenha trabalhado mais com a Educação, em regime de colaboração com os municípios, do que o de Renan Filho. Atuo na Educação de Dois Riachos há 12 anos e nunca tivemos tanto. Agora, trazendo para nós este exemplo de Sobral, reconhecido mundialmente, percebemos que Alagoas está no mesmo caminho. Já melhoramos nossos indicadores e, este ano, vamos crescer mais ainda. Eu não tenho dúvidas disso”, afirma Rubens.

Presente ao evento, a presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) e prefeita de Campo Alegre, Pauline Pereira, também aponta o crescimento de Alagoas e a referência positiva do Ceará.

“Na última edição do IDEB, avançamos bastante, 80% dos municípios de Alagoas conseguiram atingir a meta. Tenho certeza que estes dois novos programas, Vem que dá tempo e Criança Alfabetizada, fortalecerão esta parceria de formações. Saímos desta palestra bem entusiasmados, vendo que Sobral, assim como Alagoas, já teve índices baixos e hoje superou todos eles. Tenho certeza que nos próximos resultados, vamos ser referência também na educação”, declara a presidente da AMA.

por Agência Brasil

Comentários comentar agora ❯