18 Maio 2017 - 14:25

Em fiscalização de rotina Auditoria Fiscal do Trabalho embarga obra em Pilar

Ascom Auditoria Fiscal do Trabalho
Todas as irregularidades serão multadas

Segundo o auditor fiscal do trabalho, Alexandre Sabino, mais de 20 trabalhadores alegaram que estariam sem registros de trabalho com a firma contratada pela prefeitura para realização da obra. “A empresa terá que apresentar uma bateria de documentos no dia 25, como o registro em CTPS, exames médicos admissionais, treinamentos”, disse Sabino.

Outras irregularidades foram detectadas, trabalhadores sem equipamentos de proteção individual (EPI’s como bota e capacete), sem fardamento ou com fardamento próprio em estado deplorável (quem tem que fornecer a farda é a empresa), funcionários trabalhando no esgoto sem óculos de proteção, sem luva e sem máscara, andaimes sem nenhum tipo de proteção contra queda.

O auditor fiscal constatou ainda que a escavação no sistema de esgoto não tinha nada que impedisse a aproximação de pessoas estranhas à atividade e que não tinha nada que impedisse o desmoronamento das barreiras sobre os trabalhadores que exerciam suas atividades dentro da escavação. “As pessoas acham que pela obra acontecer no interior não haverá fiscalização, um engano, nós vamos a qualquer lugar”, disse Alexandre Sabino.

O auditor fiscal informou que todas as irregularidades serão multadas.
 

por Ascom Auditoria Fiscal do Trabalho

Comentários comentar agora ❯