17 Setembro 2009 - 23:17

MPE acompanha resultados do Projeto Ficai em Arapiraca

Os integrantes do Projeto Ficai (Ficha de Acompanhamento do Aluno Infrequente), de Arapiraca, apresentaram os resultados dos trabalhos em uma reunião no Ministério Público Estadual. O encontro serviu para sensibilizar os coordenadores e diretores quanto a participação da família do aluno na escola. A reunião também serviu para que o MPE explicasse a importância dessa experiência para que mais municípios adotassem essas práticas.

“Depois de pesquisas realizadas, foi comprovado que os alunos que mais frequentam as escolas são os que têm maior acompanhamento da família”, informou o coordenador do Núcleo da Criança e do Adolescente do Ministério Público Estadual, promotor de Justiça Luiz Medeiros. Ele informou, durante reunião, aos coordenadores e diretores da rede estadual e municipal de ensino, que ocorreu no auditório da Procuradoria Geral de Justiça.

Durante a reunião, a representante do Projeto Ficai em Alagoas, Cristiane Oliveira, expôs o resultado da experiência que obteve em Arapiraca, dos alunos que tiveram acompanhamento da família, e explicou que quanto mais presença dos pais na escola mais frequente se tornam os alunos em sala de aula. “Pretendemos estender esse projeto para o restante dos municípios alagoanos”, acrescentou a assistente social.

Ainda segundo o promotor de Justiça, a intenção é fazer com que os alunos sintam mais confiança e segurança nos professores, e aproximar cada vez mais aluno/professor, fazendo com que a escola seja uma extensão de seu lar. "Ressaltar a importância do Ficai é muito importante. Além de ser integrado ao programa federal do Bolsa Família, a ausência dos alunos em sala de aula podem ocasionar a perda do benefício", disse.

por MPE -AL

Comentários comentar agora ❯