17 Junho 2017 - 09:57

Governo de Alagoas promove I Encontro de Segmentos Sociais

Divulgaçã
Evento acontece nos dias 19 e 20, no Teatro Linda Mascarenhas e auditório da Cenfor, ambos no Cepa

O exercício pleno da cidadania somente pode ser alcançado em um Estado Democrático de Direito, a partir de um modelo de gestão pública que estimula a participação popular. É com esse propósito que o Governo de Alagoas, por meio do Gabinete Civil, vem consolidando um novo formato de política pública e promove o I Encontro Estadual dos Conselhos de Segmentos Sociais. O evento acontece na segunda-feira (19), no Teatro Linda Mascarenhas (Cepa), e segue até terça-feira (20), no auditório do Cenfor (Cepa), a partir de 8h.

De acordo com o secretário-chefe do Gabinete Civil, Fábio Farias, a gestão Renan Filho tem como prioridade o respeito, diálogo e valorização de todos os segmentos sociais.

“O atual Governo vem tendo o maior respeito com os segmentos. Isso é notório e bem aceito por eles próprios. Conquistamos um processo de diálogo diferenciado, por meio da Gerência de Articulação, que valoriza o cidadão, a partir do controle social, em uma gestão que tem como prioridade a integração entre todos os conselhos, de forma inédita, consolidando um único diálogo de igualdade. Queremos, cada vez mais, facilitar o apoio para que esses segmentos, juntamente com a sociedade civil, possam desenvolver suas ações,” observou o chefe do Gabinete Civil.

O encontro tem como objetivo a análise das políticas públicas e controle social, a partir de uma articulação entre os setores envolvidos e os segmentos populacionais em desvantagem social.

Para a gerente de Articulação Social do Gabinete Civil, Ednilsa Lima, após esse evento, os conselhos estarão mais fortalecidos para serem mecanismos de participação social.

“Queremos, a partir do compromisso e da responsabilidade dos integrantes, consolidar um novo formato na gestão de governo, que tenha como eixo a democratização de informações e a participação social na implementação das políticas públicas. Por isso esse encontro será um marco para o Governo, no que diz respeito aos segmentos em desvantagem social,” explicou Ednilsa Lima.

por Agência Alagoas

Comentários comentar agora ❯