12 Maio 2017 - 09:29

Gestores da Saúde de Alagoas visitam obras do Hospital da Mulher

Agência Alagoas
Hospital irá garantir consultas ginecológicas, pediátricas, exames ginecológicos, obstétricos e partos

Em continuidade às visitas ao Hospital da Mulher, iniciadas pelo governador Renan Filho e as prefeitas do Estado, o secretário de Estado da Saúde, Christian Teixeira, esteve no local na quinta-feira (11) acompanhado de gestores das principais unidades de saúde pública. A unidade hospitalar está sendo construída na Avenida Comendador Leão, no bairro do Poço, ao lado da Maternidade Escola Santa Mônica, em Maceió.

Os gerentes dos Ambulatórios 24 horas, do Hospital Geral do Estado (HGE), Maternidade Escola Santa Mônica e da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal), puderam ver como está o andamento das obras e tiveram a oportunidade de tirar dúvidas sobre cada etapa da construção.
Para o secretário de Estado da Saúde, essas visitas são importantes para mostrar a qualidade da obra e saber como estão sendo aplicados os recursos públicos na construção. “Os profissionais de saúde assistiram ao vídeo de como será o hospital quando estiver concluído e depois puderam percorrer os dois pavimentos que serão destinados para o estacionamento e o terreno onde ficará a parte ambulatorial e os consultórios da unidade hospitalar”, afirmou.

Serviços

Teixeira ainda salientou que o hospital, com seus 100 leitos, irá garantir consultas ginecológicas, pediátricas, exames ginecológicos, obstétricos e partos.

Rita Lessa, gerente geral da Maternidade Escola Santa Mônica, parabenizou a iniciativa da Sesau em abrir as portas para que a população possa visitar as obras do Hospital da Mulher. “Esse hospital irá suprir a carência que existe no Estado em leitos de parto de risco habitual para as gestantes usuárias do Sistema Único de Saúde, além de melhorar os atendimentos oferecidos na Maternidade Escola Santa Mônica”, disse.

Estrutura

O Hospital da Mulher terá sete andares e está orçado em R$ 28 milhões, com capacidade para realizar 1.520 atendimentos e 225 partos de risco habitual, além de fazer testes do Olhinho, Pezinho e Orelhinha.

O secretário aproveitou a oportunidade e visitou as instalações da Maternidade Escola Santa Mônica, que fica ao lado das obras do Hospital da Mulher.




 

por Agência Alagoas

Comentários comentar agora ❯