12 Março 2018 - 14:36

Seades levará serviços de inclusão social no Dia D do Governo Presente

Assessoria
Entrega de CPFs e distribuições de cestas nutricionais estão entre as ações previstas

A população das cidades de Carneiros, Senador Rui Palmeira, Minador do Negrão, Colônia Leopoldina, Piranhas e Olivença terá à disposição a partir desta terça-feira (13) diversos serviços socioassistenciais. É que nos dias 13, 14, 15, 20, 22 e 23 de março acontecem as edições do Dia D Governo Presente, ação coordenada pelo Gabinete Civil.

Somente em relação ao Cadastro de Pessoa Física (CPF), a Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades), em parceria com os Correios, estima a emissão de 1.200 documentos.

Os moradores das regiões também terão acesso a orientações sobre o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), atualização cadastral do Programa Bolsa-Família, orientação sobre Cartão do Idoso e oficinas de brinquedos lúdicos com as supervisoras do Programa Criança Feliz.

Segundo o secretário Fernando Pereira, a expectativa é de que mais de 2 mil pessoas sejam beneficiadas pelos serviços ofertados. “Estamos preparados para atender um grande número de pessoas. Muitas vezes a população desconhece que tem direito a benefícios variáveis e eventuais. Com o Dia D, podemos sanar todas essas dúvidas”, disse.

Cestas nutricionais

Haverá ainda entregas de cestas nutricionais referentes ao Programa Estadual de Complementação Alimentar e Nutricional. De acordo com levantamento feito pela Superintendência de Segurança Alimentar e Nutricional, serão distribuídas duas mil cestas para as gestantes e nutrizes cadastradas.

A coordenadora do programa em Alagoas, Renata July, explica que serão entregues as cestas referentes aos meses de janeiro e fevereiro. “Estamos entregando o bimestre, acreditamos que assim as famílias estarão com a garantia de uma alimentação segura e saudável. Estamos muito felizes em poder contribuir para a melhoria da qualidade de vida de milhares de alagoanos”, ressaltou Pereira.

Para ter acesso ao benefício, a gestante ou nutriz de até 6 meses inserida no CadÚnico e em situação de extrema vulnerabilidade deve procurar a unidade de saúde na qual é referenciada e receber o encaminhamento para realização do cadastro em um dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

 

por Agência Alagoas

Comentários comentar agora ❯