09 Novembro 2018 - 08:58

Santana do Mundaú se destaca como exemplo de boas práticas de compras para merenda escolar

Assessoria

A preocupação com a qualidade da merenda escolar em Santana do Mundaú não se resume apenas no momento de servi-la aos alunos. O cuidado com os alimentos que serão inseridos no cardápio das escolas inicia desde a sua aquisição, fato atestado pelo SEBRAE/AL, que em um levantamento, apontou o município como um dos três exemplos de Alagoas em boas práticas de compras, resultado de um trabalho em conjunto que envolve os funcionários da administração, merendeiras, nutricionistas e, principalmente, os produtores rurais, importantes parceiros e fornecedores.

O prefeito Arthur Freitas destaca a importância de comprar alimentos da agricultura familiar, o que implica na diminuição da evasão do campo, no aquecimento da economia, na geração de mais emprego e renda, além de contribuir para que sejam fornecidos produtos de melhor qualidade e com maior valor nutricional. “Temos feito o esforço em complementar com mais de 100% o valor repassado pelo Governo Federal, pois entendemos que uma merenda escolar de qualidade é um investimento no processo educacional dos nossos estudantes, afinal, uma criança bem alimentada, com certeza, tem um rendimento muito melhor. Por meio dessa parceria com os produtores do nosso município, e sob supervisão da nossa secretária de educação, Danielle Márcia, as merendeiras trabalham diariamente com produtos mais frescos e de qualidade. Além disso, com esta transferência direta de recursos - evitando atravessadores, os fornecedores têm um incentivo financeiro a mais, contribuindo para o aquecimento da economia local”, destacou.

A nutricionista, Adriana Fernandes, explica que o cardápio é elaborado de modo que todas as refeições sejam saudáveis, equilibradas, saborosas e contenham todos os nutrientes necessários para o crescimento e desenvolvimento dos alunos. “Já é possível ver um resultado satisfatório por parte das merendeiras e estudantes. Tudo é feito com um grande carinho, tanto na hora de preparar o alimento, quanto na hora de servi-lo. Assim, nós podemos promover bons hábitos alimentares e segurança alimentar nas escolas, contribuindo para um melhor aprendizado”, disse.

por Assessoria

Comentários comentar agora ❯