07 Abril 2021 - 04:00

Pós-graduação de Serviço Social realiza Conferência Inaugural nesta quarta-feira

Ufal
Faculdade de Serviço Social no Campus A. C. Simões

O Programa de Pós-Graduação em Serviço Social (PPGSS) inicia as atividades do ano letivo com uma conferência inaugural que será realizada nesta quarta-feira (7), a partir das 14h, em sala virtual, cujo link será disponibilizado para os estudantes, professores e convidados. O tema será O desafio da escrita científica na atualidade.

Na próxima semana, serão iniciadas as oficinas sobre escrita científica, de 14 a 28 de abril, direcionadas aos estudantes e professores da pós-graduação. A convidada especial é a professora da UFES, Maria Lúcia Teixeira Garcia, que possui formação acadêmica em Serviço Social e doutorado em Psicologia Social.

O Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) oferece o curso de Mestrado Acadêmico, recomendado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), desde o segundo semestre de 2003. São 15 vagas anuais para a formação pós-graduada de profissionais de Serviço Social e áreas afins.

A partir de 2017, o programa conta também com o curso de doutorado em Serviço Social aprovado pela Capes na 168a Reunião do Conselho Técnico-Científico da Educação Superior (CTC-ES), em novembro de 2016, em Brasília. “O programa é avaliado com conceito 4, o que significa um reconhecimento acadêmico em esfera nacional e Internacional”, destaca Reivan Marinho, docente do programa e Diretora da FSSo.

O Programa de Pós-Graduação em Serviço Social tem como objetivo contribuir para a qualificação profissional, em distintas áreas das ciências humanas e sociais do estado de Alagoas, do país e da América Latina. “Conta-se, atualmente, com 73 egressos e egressas, com diplomas de mestrado”, informa Virgínia Borges, coordenadora do programa.

Atualmente, são 18 estudantes no mestrado e 36 no doutorado. A internacionalização é um aspecto importante do programa. ”Temos 14 professores da Ufal e um professor visitante da Universidade Nacional de Luján (UNLU/Argentina). Entre os estudantes, temos três doutorandas latino-americanas, do Uruguai, Colômbia e Costa Rica”, informa a professora Reivan.

Apesar das dificuldades geradas pela pandemia de Covid-19, as atividades continuam. “Nesse período de crise sanitária, o corpo docente e discente, junto com a equipe técnico-administrativa, vêm somando esforços para assegurar as atividades de ensino, de pesquisa e de produção de conhecimento com publicações em livros , periódicos científicos, revistas e jornais, e produções técnicas”, conclui a coordenadora, Virgínia Borges.  

por Lenilda Luna/Ufal

Comentários comentar agora ❯