A- A+
Enviar Imprimir
 
INFORME PUBLICITÁRIO
17/02/2017 09:11

Planejamento divulga pesquisa de preços para o Carnaval

Em 2017, o folião maceioense terá que investir na criatividade caso queira aproveitar as festas de Momo sem criar prejuízos em suas economias. Pelo menos é o que indica os dados de uma pesquisa sobre itens carnavalescos divulgada nesta quinta-feira (16), pela Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag).

De acordo com o levantamento, neste ano, os produtos mais consumidos pelos foliões no carnaval foram afetados pelos impostos. Itens como acessórios, fantasias, produtos para o lazer, descartáveis e bebidas fizeram parte da pesquisa e, quando comparados com o mesmo período do ano passado, apresentaram diversas variações.

Tradicionalmente conhecidas como peças fundamentais para a festa de Momo, as máscaras apresentaram um aumento de 14,18%. Já os produtos do subgrupo Acessórios e Fantasia infantil tiveram um decréscimo de 4,03% e 4,09%, respectivamente, em relação ao mesmo período do ano passado.

“Este comportamento mostra que, apesar da necessidade de se obter lucro sobre as vendas, os comerciantes deverão lançar alguns produtos em promoção como isca para estimular compras dos clientes em maior quantidade. Por isso, é importante que o consumidor fique atento ao movimento de promoções que deve surgir nesses dias”, explica o gerente de pesquisas da Seplag, Gilvan Sinésio.

A pesquisa mostra ainda que a piscina plástica, tradicional neste período de calor intenso, teve 25,47% de aumento, seguido do prato e copo descartável, com 8,69% e 2,70%, respectivamente.

“Percebe-se que para tais desempenhos há a justificativa de que esses produtos são derivados do petróleo. Já nos casos de itens como a cadeira de praia e a caixa térmica, o aumento é plausível, uma vez que eles são os itens que são mais procurados pela população”, pontua Sinésio.

No caso dos preços das bebidas, nota-se o refrigerante apresentou variação de 21,13%. Em geral, a tributação imposta nas bebidas alcoólicas foi relevante, ponto que elevou o preço de produtos como o whisky e vodka, com altas de 13,89% e 8,62%, respectivamente.

“A pesquisa realizada demonstra que todos os produtos variaram positivamente. E é certo afirmar que o carnaval de 2017 terá um custo mais alto para os foliões. É válido que os consumidores pesquisem os melhores preços e promoções para amortecer esse aumento no bolso. Para os que gostam das fantasias, existe a opção das personalizadas e até mesmo resgatar aquela fantasia antiga e modificá-la pessoalmente. A opção é utilizar a criatividade e cair na folia”, finaliza Sinésio.

por Agência Alagoas

 

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do aquiacontece.com.br ou de seus colaboradores. Dê sua opinião com responsabilidade! Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

comentários

Nenhum comentário ainda

 
 
 
  • Cadastre-se para receber novidades do Aqui Acontece
  • carta
  • cadastrar
 
Avenida Antonio Candido Toledo Cabral, 149
Dom Constantino Penedo - AL
Fone: (82) 3551 5091
contato@aquiacontece.com.br