A- A+
Enviar Imprimir
 
INFORME PUBLICITÁRIO
29/12/2016 08:36

Reeducando é encontrado morto no Presídio Baldomero Cavalcanti

Arquivo - PC/AL

Giovanni Wellinsson Barbosa, também conhecido como “Pumba”, foi preso em julho deste ano

A Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) informa que, na noite desta quarta-feira (28), o reeducando Giovanni Wellinsson Barbosa, veio a óbito no Presídio Baldomero Cavalcanti de Oliveira, em Maceió. O interno estava no módulo 2, cela 8, da unidade.

Após o episódio, o local foi isolado e as equipes da Perícia Oficial e do Instituto Médico Legal (IML) foram acionadas para tomar as providências cabíveis. Autoridades do Poder Judiciário também foram comunicadas sobre o episódio. Internamente foi aberta um Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) para apurar as causas e circunstâncias.

A direção do Baldomero Cavalcanti aguarda o laudo conclusivo do IML para saber as causas do óbito. Todos os sete reeducandos que dividiam a cela com Michel da Silva foram conduzidos até a Delegacia para prestar esclarecimentos e fazer o Boletim de Ocorrência.

A Seris está adotando todas as providências no sentido de garantir assistência aos familiares de Giovanni Barbosa e também esclarecer o fato ocorrido. A direção da unidade prisional está à disposição da Polícia Civil para colaborar com as investigações.

Giovanni Wellinsson Barbosa, também conhecido como “Pumba”, foi preso em julho deste ano acusado de tráfico de drogas. Ele foi flagrado com aproximadamente 300 quilos de maconha.

por Redação

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do aquiacontece.com.br ou de seus colaboradores. Dê sua opinião com responsabilidade! Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

comentários

  • denunciar Denunciar Indignado em 29/12/2016 16:02

    Preocupação com Assistência a família desse marginal, chega a ser cômico, a atuação do sistema brasileiro. O cara é flagrado com 300 Kg de drogas, com certeza, vários outros crimes e aparece morto no presídio, ao invés de ser um alívio para a sociedade é uma preocupação pra segurança pública.

  • denunciar Denunciar Conselheiro em 29/12/2016 16:04

    Estão preocupados, leva a droga apreendida pra família vender, só assim não vão passar necessidade, engraçado, Seris preocupado com a Assistência aos familiares.....

 
 
 
  • Cadastre-se para receber novidades do Aqui Acontece
  • carta
  • cadastrar
 
Avenida Antonio Candido Toledo Cabral, 149
Dom Constantino Penedo - AL
Fone: (82) 3551 5091
contato@aquiacontece.com.br