08 Março 2021 - 21:47

Governo implantará DAGV na Barra dos Coqueiros e em São Cristóvão

O Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV) é um importante aliado no enfrentamento à violência doméstica em Sergipe. Em breve, a atuação da unidade especializada será ampliada para as cidades de Barra dos Coqueiros e São Cristóvão. Assim, o DAGV, que, além da capital, também possui uma unidade em Nossa Senhora do Socorro, estará presente nos quatro municípios que formam a Região Metropolitana de Aracaju. As novas unidades serão implantadas a partir da parceria entre a Secretaria da Segurança Pública (SSP), a Polícia Civil e as prefeituras municipais.

A coordenadora das delegacias da capital, delegada Rosana Freitas, destacou que a implantação das novas unidades do DAGV faz parte do planejamento estratégico da Polícia Civil no combate à violência em razão de gênero em Sergipe. “O combate à violência contra a mulher é uma prioridade da Polícia Civil há muitos anos. Cada vez mais temos nos empenhado para que essa proteção ocorra de forma efetiva e mais ampla”, ressaltou.

Rosana Freitas explicou que as unidades que serão implantadas em mais duas cidades da Região Metropolitana são fruto do empenho da Polícia Civil, da SSP e dos entes municipais no fornecimento de atendimento especializado às vítimas de violência contra a mulher. “Estamos empreendendo esforços, juntamente com as prefeituras da Barra dos Coqueiros e de São Cristóvão, no sentido de implantar duas unidades especializadas nas respectivas cidades para que essas mulheres tenham cada vez mais um atendimento especializado, humanizado e adequado”, reiterou.

Além da Grande Aracaju, as vítimas de violência doméstica também contam com unidades especializadas em outros municípios, no interior sergipano. “Há ações também no sentido de ampliar a atuação dos núcleos ou unidades especializadas no interior do estado. Já temos unidades funcionando em algumas delegacias regionais e há, no planejamento da SSP, análises para ampliar esses núcleos em outros municípios e dar cada vez mais prioridade ao combate à violência, que tanto aflige as instituições envolvidas com segurança pública”, reforçou Rosana Freitas.

No Dia Internacional da Mulher, a coordenadora das delegacias da capital relembrou que o enfrentamento à violência em razão de gênero segue firme. “A violência de gênero vem, infelizmente, agregada com o protagonismo que as mulheres vêm exercendo ao longo dos anos. O dia 8 de março celebra a mulher, pois nós, mulheres, estamos protagonizando ações em todos os campos, inclusive na polícia, que foi uma instituição muito mais marcada pela presença masculina e que agora encontra espaço de sensibilidade por meio das mulheres”, rememorou.

A diretora do DAGV, delegada Mariana Diniz, enfatizou que Sergipe tem avançado cada vez mais na atuação das forças de segurança no combate à violência doméstica e incentivou que as vítimas sempre procurem a polícia para o registro da ocorrência. “Hoje é um dia de convite à reflexão. Ainda convivemos em uma sociedade machista e misógina, e precisamos garantir o direito de igualdade. A todas as mulheres eu digo que exijam que sejam respeitadas. E se estiverem sendo violadas em seu direito, que denunciem. A denúncia é uma grande arma contra a violência”, focalizou.

Ela concluiu mencionando que as ações da segurança pública vão além do combate à violência contra a mulher, mas também abrangem a valorização do protagonismo delas nas mais diversas áreas profissionais. “O trabalho que está sendo feito pela Polícia Civil valoriza não só a mulher enquanto vítima, mas a mulher enquanto protagonista de ações e de mudança de perspectiva numa sociedade que, historicamente, considerada machista, mas que estamos caminhando e encontrando espaço para uma mudança cultural para uma sociedade mais igualitária”, assinalou Rosana Freitas.

por Agência Sergipe

Comentários comentar agora ❯