19 Janeiro 2022 - 08:19

Governo de São Paulo instala neste ano mais cinco fábricas de Cultura no estado

Fábricas de Cultura
Secretário Sérgio Sá Leitão diz que o foco é atender jovens de 14 a 24 anos em situação de vulnerabilidade social

O governo de São Paulo anunciou ontem (18) a abertura de mais cinco fábricas de Cultura no estado, uma delas na comunidade de Heliópolis, zona sul da capital. As novas unidades deverão beneficiar cerca de 618 mil pessoas com cursos, apresentações culturais e espaços de trabalho (estúdios profissionais, escritórios compartilhados e laboratórios).

O aporte total nas cinco fábricas é de R$ 85 milhões, incluindo R$ 60,5 milhões para implantação dos equipamentos mais o dinheiro necessário para o funcionamento no primeiro ano de operação. Por ano, as unidades terão custo de R$ 40 milhões e serão geridas por organizações sociais em parceria com as prefeituras dos municípios onde serão instaladas.

Serão oferecidos 667 cursos com 12,5 mil vagas.

Formação e infraestrutura
Segundo o secretário estadual de Cultura e Economia Criativa, Sérgio Sá Leitão, o foco dos equipamentos é atender jovens de 14 a 24 anos em situação de vulnerabilidade social. Atualmente, existem 12 fábricas de Cultura em funcionamento no estado.

“Para os jovens é uma perspectiva fantástica de trabalhar com atividades que também são lúdicas, prazerosas, muito mais estimulantes do que mecânicas e repetitivas”, ressaltou o secretário sobre as possibilidades profissionais abertas pelo programa.

Além da formação voltada para o setor de economia criativa, um dos dez mais importantes do estado de São Paulo, os espaços vão oferecer infraestrutura para os artistas locais. “[É] para que os artistas que já têm trabalhos desenvolvidos possam dar um salto profissional fazendo gravações e vídeos e apresentações nos equipamentos das fábricas de Cultura”, acrescentou Leitão.

A unidade de Heliópolis deve começar a funcionar em dezembro deste ano. De acordo com Leitão, o cronograma das novas fábricas prevê abertura gradativa das atividades. Em Heliópolis, serão disponibilizados 310 cursos com 4 mil vagas, com perspectiva de público de 400 mil pessoas. O aporte inicial previsto para a unidade é de R$ 32,5 milhões. O local contará com auditório para a Orquestra Sinfônica de Heliópolis e espaço para projeção de filmes ao ar livre.

Em Iguape, no litoral paulista, foram reformados dois edifícios históricos para abrigar a fábrica da cidade, e a previsão é que as primeiras atividades comecem em maio. Em Santos, também no litoral, o equipamento será instalado no prédio da Cadeia Velha, construído no século 19. Também vão receber os equipamentos Osasco, na Grande São Paulo, e Ribeirão Preto, no interior do estado.

por Agência Brasil

AquiAcontece.com.br © 2016 - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do AquiAcontece.com.br.